top of page

Mercedes torna-se primeira equipe a faturar mais de R$ 3 bilhões na F1

A empresa que controla a escuderia da Mercedes declarou faturamento de 546,5 milhões de libras no ano de 2023, sendo maior que em 2022





Metrópoles




Nas pistas, a Mercedes ainda está longe do topo da Fórmula 1, mas nos negócios, é líder absoluta. Segundo nota publicada no site oficial da escuderia, a equipe alemã faturou 546,5 milhões de libras (R$ 3,5 bilhões, na cotação atual) em 2023.


Com o faturamento declarado, a Mercedes se tornou a primeira da F1 a ultrapassar um faturamento de R$ 3 bilhões. O número representa ainda um aumento de 71,9 milhões de libras (R$ 463 milhões) comparado ao de 2022, que foi de 474,6 milhões de libras (cerca de R$3 bilhões).


Em comparação, a Red Bull Technology, empresa por trás da Red Bull na F1, teve um faturamento de 385,6 milhões de libras (R$2,4 bilhões) em 2022. Eles ainda não informaram o faturamento de 2023.


Apesar do crescimento da receita, a Mercedes registrou ligeira queda nos lucros — de 89,7 milhões de libras (R$578,1 milhões) em 2022 para 83,8 milhões de libras (R$540 milhões) até o fim do ano passado. A diferença se deu pelo aumento de custos e impostos em 2023.

2 visualizações0 comentário

留言


bottom of page