top of page

Menina que teve rosto desfigurado após ser espancada pela mãe e madrasta deixa hospital

Criança havia dado entrada no Hugol com marcas no rosto, fraturas nos antebraços, ombros deslocados, queimaduras e um coágulo na cabeça.


G1-Goiás

Criança espancada pela mãe e a madrasta, em Morrinhos, Goiás — Foto: Reprodução/Redes sociais



A menina de 4 anos que teve o rosto desfigurado após ser espancada pela mãe e pela madrasta, em Morrinhos, no sul de Goiás, teve alta do Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) nesta sexta-feira (14). A informação foi confirmada por uma tia da criança, que disse que a sobrinha “já está sob cuidados da família”. Já as suspeitas do crime, duas mulheres de 26 e 22 anos, foram indiciadas pelo crime de tortura e seguem presas.


As agressões ocorreram no final de março. Conforme a Polícia Civil, a menina deu entrada no hospital com marcas no rosto, fraturas nos antebraços, ombros deslocados, queimaduras e um coágulo na cabeça.


No dia 31 de março, a criança passou por uma cirurgia para corrigir algumas fraturas nos antebraços e, conforme boletim médico do dia 12 de abril, foi o único procedimento cirúrgico ao qual foi submetida.


A menina ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por sete dias e transferida para a enfermaria no dia 4 de abril, recebendo alta na sexta-feira (14).


O g1 apurou que a criança está de novo com a família de criação, com quem morava antes de ir viver novamente com a mãe em janeiro deste ano. A guarda é provisória. No entanto, a família deve entrar com um processo de adoção para obter a guarda permanente.


Quanto à mãe e sua companheira, a Polícia Civil confirmou que elas seguem presas em Orizona. Caso condenadas, as mulheres podem pegar até 13 anos de prisão.





65 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page