top of page

MEC antecipa divulgação do gabarito do Enem 2023 para esta terça-feira

Medidas para ampliar a participação e anúncio de nova seleção para elaboradores de itens são destacados pelo Ministro da Educação


Olha Goiás


O Ministério da Educação (MEC) surpreendeu os candidatos ao antecipar para esta terça-feira (14) a divulgação do gabarito oficial e dos Cadernos de Questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023.


O pronunciamento conjunto do ministro da Educação, Camilo Santana, e do presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), destacou a mudança em relação à data inicialmente prevista no edital, que era 24 de novembro.

Camilo Santana, em sua fala, abordou não apenas a antecipação da divulgação, mas também as medidas projetadas pelo MEC para as próximas edições do Enem. Ele enfatizou a intenção de realizar uma ampla avaliação do exame, visando reverter a tendência decrescente no número de inscritos ao longo dos últimos anos.


O ministro expressou a preocupação em garantir a participação de mais concluintes do ensino médio no exame, mencionando a possibilidade de gratuidade e a articulação com os estados para facilitar as inscrições.

Além disso, Santana anunciou, em conjunto com Palacios, uma nova seleção para elaboradores de itens, marcando a continuidade dos esforços para aprimorar o processo do Enem. A previsão é de que o Inep publique um edital referente a essa seleção em janeiro de 2024.


No que diz respeito à aplicação do Enem 2023, o presidente do Inep, Palacios, destacou que, globalmente, a realização das provas transcorreu com tranquilidade em todo o país, apesar de alguns pequenos incidentes. Ele forneceu números, indicando que foram 9.396 locais de prova e 10.086 coordenações, distribuídos em 1.750 municípios nas 27 unidades da Federação.

Contudo, 2.217 participantes foram eliminados por diferentes motivos, como portar equipamento eletrônico, ausência antes do horário permitido ou desrespeito às orientações dos fiscais. Além disso, foram registrados 859 problemas logísticos, incluindo emergências médicas e interrupções temporárias de energia elétrica ou abastecimento de água.

O balanço preliminar do Enem 2023 aponta para uma participação de 68% neste domingo (12). Os números definitivos serão consolidados pela instituição aplicadora e divulgados em 16 de janeiro de 2024, junto com os resultados do exame.

Quanto à reaplicação, o prazo para solicitar será de 13 a 17 de novembro. Aqueles que faltaram por problemas logísticos ou doenças infectocontagiosas, conforme previsto no edital, podem pedir para fazer as provas nos dias 12 e 13 de dezembro. O mesmo se aplica a pessoas que foram alocadas em locais de prova com distância superior a 30 km da residência informada na inscrição.


O Enem, ao longo de mais de duas décadas, se consolidou como a principal porta de entrada para a educação superior no Brasil, através de iniciativas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (Prouni).


Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o exame como critério único ou complementar nos processos seletivos, além de ser utilizado como parâmetro para acesso a auxílios governamentais, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).


Os resultados individuais do Enem também têm relevância internacional, sendo aproveitados em processos seletivos de instituições portuguesas com convênio com o Inep, facilitando o acesso de estudantes brasileiros à educação superior em Portugal.

3 visualizações0 comentário
bottom of page