top of page

Mbappé é convidado a jantar com presidente da França e emir do Catar

Globo Esporte



O futuro de Mbappé virou assunto diplomático. Ao menos para um encontro entre dois chefes de Estado. Nesta terça-feira, o atacante do PSG estará presente em um jantar com o presidente da França, Emmanuel Macron, e o emir do Catar e dono do clube parisiense, Tamim bin Hamad al-Thani.

A informação foi divulgada por diferentes veículos da imprensa francesa nesta segunda-feira, como os jornais Le Parisien e L’Equipe e a rádio RMC. O jantar será na sede do governo francês, o Palácio Élysée. O presidente do PSG, Nasser al-Khelaïfi, e outros jogadores do clube também são esperados.

O principal motivo da visita do emir do Catar à França é dar continuidade às negociações de paz entre o Hamas e Israel. Nesta segunda, Tamim bin Hamad al-Thani se reuniu com representantes do grupo palestino.

Apesar da missão diplomática, Al-Thani também pretende aproveitar a visita para ter uma conversa com o principal jogador de seu clube. Dono do PSG, o emir do Catar quer usar o encontro para tentar convencer Mbappé a renovar contrato com o clube, segundo o L’Equipe.

A rádio RMC indicou também que, no jantar, Emmanuel Macron pretende incentivar Mbappé a participar dos Jogos Olímpicos de Paris. O atacante declarou anteriormente sua intenção de representar a França na disputa, que será no início da próxima temporada e dias após a Eurocopa.

Emmanuel Macron tem sido voz ativa em toda a novela que envolve o futuro de Mbappé. Em 2022, quando estava dividido entre PSG e Real Madrid, o atacante ouviu um apelo do presidente francês. Recentemente, Macron afirmou que faria pressão pela permanência do camisa 7 no seu país.

Mbappé ainda não se pronunciou sobre seu futuro, mas a imprensa europeia dá como certa a transferência do jogador para o Real Madrid na próxima temporada. Ele decidiu não renovar contrato com o PSG e deve deixar o clube após sete temporadas.

1 visualização0 comentário

Comentarios


bottom of page