top of page

Matías Rojas pode custar mais de R$ 40 milhões ao Corinthians

Globo Esporte



O meia Matías Rojas calcula ter 8 milhões de dólares a receber do Corinthians, cerca de R$ 40 milhões na cotação atual. O valor representa todos os salários, direitos de imagens e outras verbas que constam no contrato dele, com validade até junho de 2027.

Na última quarta-feira, Rojas notificou o Corinthians que desejava a rescisão unilateral do vínculo dele por justa causa. O jogador alega que o clube pagou a primeira parcela do acordo feito com ele em janeiro, mas não quitou a de fevereiro. A dívida é referente a direitos de imagem de 2023, inicialmente no valor de R$ 5 milhões.

Tal inadimplência, na visão do atleta, o respalda para pedir o encerramento do contrato, mediante ao pagamento integral dele.

Representantes de Rojas negociam um acordo pelo rompimento do contrato de forma amigável, abrindo mão de parte do valor, mas já avisaram ao clube que podem ir à Fifa se não houver entendimento.

A atitude de Rojas pegou o Corinthians de surpresa e irritou a cúpula alvinegra, que entende que era possível resolver a pendência sem o pedido de rescisão.

O ex-camisa 10 corintiano se vê amparado pelo acordo firmado no início deste ano, no qual o clube reconheceu a dívida com ele. O documento previa o rompimento em caso de atraso de qualquer parcela.

Ainda em dezembro, na gestão do ex-presidente Duilio Monteiro Alves, o paraguaio notificou formalmente a diretoria sobre os atrasos e as possíveis consequências da falta de pagamento. A solução acabou ficando para a nova gestão, encabeçada desde 2 de janeiro por Augusto Melo.

O presidente e outros dirigentes do Corinthians têm mantido contato com o estafe de Rojas para tentar contornar a situação. Até o momento da publicação dessa reportagem não havia acordo.

A ida do caso à Fifa pode dar tempo ao clube, já que, mesmo em caso de condenação, é possível recorrer à Corte Arbitral do Esporte. Processos do tipo, quando sobem à última instância, podem levar mais de dois anos até uma sentença final.

No entanto, a judicialização do caso pode encarecer a dívida alvinegra em caso de condenação. Isso porque, além da incidência de juros ao longo do período, um eventual pagamento terá de ser feito no exterior, com tributação superior a 15%.

Um acordo amigável permitiria ao Corinthians negociar a redução e o parcelamento do valor a ser pago, além de evitar gastos judiciais.

Rojas não treinou nos últimos dias no clube e não deve mais vestir a camisa do Timão. Uma fonte consultada pelo ge diz que o atleta está no Paraguai resolvendo questões particulares.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fórmula 1 divulga calendário de 2025 com 24 corridas

A modalidade manteve o mesmo número de corridas de 2024 para o calendário do ano que vem. Veja a partir de quando a temporada começa Metrópoles A Fórmula 1 confirmou o calendário de 2025 com 24 etapas

Opmerkingen


bottom of page