top of page

Marcelinho Carioca trabalhou com mulher que seria pivô do sequestro

Marcelinho Carioca foi sequestrado após show do Thiaguinho, nesse domingo (17/12), na Neo Química Arena, em Itaquera



Metrópoles



Marcelinho Carioca, ídolo do Corinthians, foi sequestrado após show do cantor Thiaguinho, o “Tardezinha”, nesse domingo (17/12), na Neo Química Arena. Em um vídeo divulgado horas antes de ser liberado do cativeiro, Marcelinho aparece nas imagens dando detalhes do sequestro e uma mulher confirma a versão do ex-jogador.


Em um perfil nas redes sociais, a mulher, chamada Taís Moreira, aparece em fotos com Marcelinho Carioca.


No vídeo, o ex-jogador afirma que foi sequestrado pelo marido da mulher, que confirma a versão de Marcelinho. A polícia investiga a veracidade das informações.


De acordo com a família de Taís, a mulher estava desparecida desde sábado (16/12). Ambos já foram soltos do cativeiro no qual eram mantidos.


Taís trabalhou com Marcelinho Carioca na Secretaria de Esportes de Itaquaquecetuba. Ela também esteve na realização de um evento levado por ele à cidade do interior paulista. Em uma postagem no Instagram, o ex-jogador aparece em uma foto com a mulher, em 2022.


A assessora de Marcelinho Carioca, Alessandra Zanchetta, disse que os criminosos pediram R$ 30 mil de resgate pelo ex-jogador. O pedido foi feito ao empresário Luan Zaviolo, que administra um resort da família de Marcelinho no interior paulista.


Segundo Alessandra, a família não transferiu os R$ 30 mil por orientação da Delegacia Antissequestro (DAS). Luan teria pedido aos criminosos alguma prova de que Marcelinho estava vivo, e bem, e pôde conversar com ele por WhatsApp. O vídeo que circulou nas redes sociais, no qual o ex-jogador aparece no cativeiro ao lado de uma mulher, foi feito pelos sequestradores.

7 visualizações0 comentário
bottom of page