top of page

Mano Menezes tem sequência para pensar 2024 e começar a terceira reformulação no Corinthians

Globo Esporte


A reta final da temporada do Corinthians vai servir para assentar os alicerces do ano que vem. Agora a única preocupação é o Brasileirão, e o clube tem uma data Fifa para começar a adiantar as decisões que vão moldar 2024.

O técnico Mano Menezes foi contratado justamente para isso. Diz o presidente Duilio Monteiro Alves que o contrato longo do treinador é justamente para fazer as escolhas que vão reformular o elenco do Corinthians.

São nove jogadores em final de contrato, incluindo quatro titulares: Bruno Méndez, Gil, Fábio Santos, Cantillo, Maycon, Giuliano, Paulinho, Renato Augusto e Ruan Oliveira.

A avaliação de cada um deles passa pelo desempenho nos próximos meses, avisa Mano, mas também pelo que cada um fez ao longo da temporada. Ele próprio explicou os critérios na primeira entrevista que deu no Corinthians, na semana passada.

– Sempre fazemos avaliações. Quem pensa que a avaliação é só em dezembro não entende nada desse negócio. Se o jogador entra em um mau momento, sai perdendo; se entra em um bom momento, o clube sai perdendo porque faz um contrato longo. As coisas são mais constantes e complexas – alertou o treinador na ocasião.

Reconstruir o elenco do Corinthians não é novidade para Mano Menezes. Na primeira passagem ele assumiu o clube no fim de 2007, após o rebaixamento à Série B, e quase tudo mudou de um ano para o outro. Deu certo, com o retorno à elite com sobras.

Durante a segunda passagem, em 2014, jogadores como Alexandre Pato, Emerson Sheik, Douglas, Edenilson, Ibson e Paulo André deixaram o Alvinegro. Foram tantas mudanças que Mano dizia na época que chegou para destruir uma parede e "quase destruiu a casa inteira".

–Estamos aqui para fazer o trabalho que precisa ser feito, não acho que cabe o termo "trabalho sujo". Futebol é assim, os ciclos se encerram. A cada ano no Brasil você tem que montar uma nova equipe, com raras exceções – adiantou Mano Menezes há alguns dias.

A terceira missão de Mano é fazer o Corinthians voltar a ser campeão. Ele conseguiu na primeira vez, na segunda deixou tudo bem adiantado para o título brasileiro com Tite em 2015, e agora tenta repetir a receita.

O Alvinegro está há quase cinco anos sem título, pois o último foi no Paulistão de 2019. É o maior jejum das últimas três décadas, afinal desde os anos 1980 o clube não passava quatro temporadas seguidas sem ganhar nada.

Restam 13 jogos para o Corinthians em 2023, começando às 21h (de Brasília) deste sábado, quando recebe o Flamengo na Neo Química Arena. Depois disso há uma data Fifa, e no retorno uma visita ao Fluminense no Rio de Janeiro.

3 visualizações0 comentário
bottom of page