top of page

LDU aperta, conta com altitude e vence com gol no fim

Globo Esporte



A LDU venceu o Fluminense por 1 a 0 na altitude de Quito e larga na frente na Recopa Sul-Americana. Os equatorianos aproveitaram a vantagem de enfrentar um time que não está acostumado com a altitude, tanto que deram 22 finalizações durante toda a partida (sete no alvo), contra seis do Fluminense. O gol saiu nos acréscimos do segundo tempo, com desvio de Alex Arce em cobrança de falta de Piovi.

Dois mil, oitocentos e cinquenta metros diferenciam a altitude da cidade de Quito para o Rio de Janeiro que fica a nível do mar. Os jogadores do Fluminense tiveram problemas para se adaptar com o tempo da bola, que corre mais rápida em locais com o ar rarefeito, e também dificuldades para respirar. Keno, por exemplo, se sentiu tonto ainda no primeiro tempo e desabou em campo (tendo que ser substituído) após tirar uma bola de cabeça em cobrança de escanteio aos 10 minutos da etapa final.

Enquanto o time principal do Fluminense realizava a quarta partida na temporada, a LDU fazia o primeiro jogo "para valer" em 2024. Com a crise política no Equador, o campeonato nacional, previsto para iniciar em fevereiro, foi adiado para março e os donos da casa tiveram na noite desta quinta-feira a primeira partida oficial na temporada. Até então, os amistosos realizados pelos comandados de Josep Alcácer não eram bons. Porém, os equatorianos se aproveitaram da altitude para pressionar o Fluminense. Nos minutos finais do segundo tempo, o time da LDU cansou, mas ainda conseguiu marcar o gol da vitória.

O árbitro de vídeo, Nicolas Gallo, apareceu duas vezes na noite desta quinta-feira. A primeira para chamar o árbitro de campo, Andrés Rojas, para marcar pênalti em cima de Cano. Rojas foi ao VAR, viu o lance e discordou da sugestão do árbitro de vídeo, marcando apenas tiro de meta para Alexander Domínguez. O relógio marcava nove minutos do primeiro tempo.

Aos 46 da etapa final, Alex Arce desviou o cruzamento de Piovi e a bola entrou no gol de Fábio. O assistente número 1, Alexander Guzman, assinalou impedimento do camisa 19. Mas Nicolas Gallo e equipe, após quatro minutos, marcaram as linhas e viram que o pé de Marlon dava condições ao ombro do camisa 19 da LDU.

A decisão da Recopa Sul-Americana será na próxima quinta-feira, dia 29 de fevereiro, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. Por não haver o critério do gol marcado fora de casa, o Fluminense precisa vencer por dois (ou mais) gols de diferença para conquistar o título. Se vencer por um gol de diferença a partida irá para a prorrogação. Qualquer outro resultado dá o título para a LDU.

5 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page