top of page

Jovem filmado ao matar a namorada ligou para a mãe da vítima após o crime, a abraçou

Em imagens é possível ver quando Ielly Gabriele conversa em tom descontraído com o homem e ele atira. Jovem foi preso em flagrante após levar namorada para hospital, em Jataí.


G1-Goiás

Diego Fonseca Borges apontado arma para namorada Ielly Gabriele Alves em Jataí, Goiás — Foto: Reprodução/Redes sociais e Arquivo pessoal/Olesiane Alves



O jovem Diego Fonseca Borges, filmado ao matar a namorada Ielly Gabriele Alves ligou para a mãe da vítima, Olesiane Alves da Silva, após a jovem ser baleada. Olesiane contou que, na ligação, o jovem teria inventado que ele e a namorada teriam caído em uma emboscada, onde ela foi atingida por um tiro. Um vídeo filmado por Ielly mostra quando Diego apontou a arma para ela e ela foi baleada em Jataí, no sudoeste de Goiás.


"Fiquei abendo que ela estava no hospital através dele. No centro médico, ele me abraçou e disse 'sogra, quem fez isso com ela vai pagar', relatou Olesiane.


O caso aconteceu no sábado (4). Segundo a Polícia Militar, Diego, de 27 anos, disse que a companheira havia sido baleada por um homem em uma moto, em Jataí. Mas os militares acabaram percebendo a inconsistência da versão dele.


Relacionamento conturbado

A mãe de Ielly Gabriele contou que a filha se relacionou com Diego por um ano e sete meses. Ela caracterizou o namoro dos jovens como uma relação conturbada, com idas e vindas e disse que, no dia em que Ielly foi morta, ela tinha dito à mãe que iria terminar o relacionamento.

"Foi 1 ano e sete meses de sofrimento. Mais cedo no dia ela disse que não queria mais porque eles 'não davam certo' e disse que ele queria conversar com ela", lembrou Olesiane.

"Ela ainda esquentou um prato de comida para ele aqui em casa [antes de eles saírem]. Ela falou: mãe, eu vou ali e logo já volto", completou.


A mãe explica que a filha sabia que Diego tinha uma arma, mas diz não saber se Ielly tinha conhecimento que o jovem a estava portando naquele momento. Segundo Olesiane, a filha não falava do relacionamento com frequência, mesmo que ela tentasse ajudar.


"Teve algumas vezes que eles discutiram e ela chegava com algum hematoma. Eu achava ruim intrometer, mas era difícil. Ela não me falava muito porque ela sabia que eu tomava as dores dela", disse a mãe.


Segundo Olesiane, a filha não chegou a registrar nenhum boletim de ocorrência contra Diego durante o relacionamento. No entanto, ela contou um episódio sofrido pela filha relacionado a uma ex de Diego.


"Ano passado ele fez uma surpresa para ela, essa ex esteve no local e agrediu minha filha. Ela foi parar no hospital e teve que dar pontos no braço. Ele deu todo o suporte, mas depois disso foi ficando mais conturbado [o relacionamento de Ielly e Diego]. Ela chegava chorando, mas não gostava de falar", detalhou Olesiane.

562 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page