top of page

Jornal de Valência volta a chamar Vinicius Junior de Pinóquio após Prêmio Sócrates

Globo Esporte


O jornal "Superdeporte", o principal da imprensa esportiva de Valência, chamou novamente Vinicius Junior de "Pinóquio" na capa desta quarta-feira. O atacante brasileiro do Real Madrid foi alvo do veículo após ter recebido o Prêmio Sócrates na premiação da Bola de Ouro. Uma imagem da partida contra o Valencia, em maio, na qual Vini Jr. foi vítima de racismo, foi exibida enquanto o jogador discursava.

Muito fartos de Pinóquio / O show de Vinicius e suas mentiras continuam prejudicando injustamente a imagem do Valencia e de todos os seus torcedores"

— Capa do jornal "Superdeporte", de Valência

No início de outubro, o "Superdeporte" chamou Vinicius Junior de Pinóquio após o brasileiro depor contra insultos racistas no jogo contra o Valencia, em maio. A reclamação é de que o jogador mentiu ao dizer que o estádio o insultou. Pelo caso, três jovens, entre 18 e 21 anos, foram identificados e proibidos de acessar o Mestalla para sempre.

Em nota oficial, o Valencia criticou o uso da imagem do jogo na cerimônia da Bola de Ouro e "sua associação a comportamentos isolados que o clube perseguiu de forma urgente e franca, aplicando o castigo mais severo aos envolvidos".

- Reiteramos nossa mais absoluta condenação ao racismo, mas também pedimos o máximo respeito aos nossos torcedores e ao nosso clube - completou o Valencia.

No discurso, Vinicius Junior lembrou a luta contra o racismo. O craque tem sofrido com insultos raciais em diversos jogos do Campeonato Espanhol.

- Eu estou preparado para isso. Para sempre poder falar quando for necessário. É muito triste eu ter que falar sobre racismo, gosto de falar sobre futebol, sobre os grandes jogadores que estão aqui. Quero pedir para vocês que não parem de lutar. Que as crianças que possam vir, não sofram com isso.

Vinicius Junior recebeu o Prêmio Sócrates pelo trabalho do Instituto Vini Jr. Criado em 2020, o projeto social presidido pelo jogador tem como proposta usar o futebol para inovar no processo de ensino de crianças e jovens, em colaboração com escolas públicas, e também capacitar professores em práticas pedagógicas antirracistas.

2 visualizações0 comentário
bottom of page