top of page

Irmã de criança estuprada pelo padrasto gravou menina contando dos abusos para denunciar crime, diz delegada

Abusos eram praticados desde que a menina tinha 6 anos. O padrasto, de 26 anos, está preso e foi indiciado por estupro de vulnerável.




G1-Goiás

Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher Deam Valparaíso de Goiás — Foto: Reprodução/Polícia Civil



O caso de uma criança de 10 anos, suspeita de ser estuprada pelo padrasto enquanto a mãe dormia, foi descoberto pela Polícia Civil de Valparaíso de Goiás depois que a irmã da vítima a gravou contando sobre o crime. Os abusos eram praticados desde que a menina tinha 6 anos. O investigado, de 26 anos, está preso e foi indiciado por estupro de vulnerável.


"Ela (vítima) tem uma irmã mais velha e entendia que as atitudes do padrasto não estavam certas, mas ficou com medo de falar para a mãe. Ela soltou para a irmã um pouco do que tinha acontecido há poucos dias, daí a irmã começou a gravar a narrativa", explicou a delegada Samya Barros.

O nome do padrasto não foi divulgado pelas autoridades para proteger a vítima.


De acordo com a delegada, a irmã da menina mostrou as gravações à mãe, que denunciou o companheiro. Para que o crime não fosse descoberto, o padrasto ameaçava a criança.


O suspeito mandava que a menina o abraçasse na presença de parentes, para ninguém desconfiar, conforme apontou a investigação.


Quando foi preso e interrogado na terça-feira (12), o padrasto negou a autoria dos crimes.


O inquérito foi concluído nesta quinta-feira (14). O padrasto foi indiciado por estupro de vulnerável com os agravantes de ter praticado os abusos por muito tempo e ser considerado uma pessoa da família.


À delegada, a mãe falou que não sabia dos estupros. "É importante reforçar a necessidade das mães passarem confiança em suas filhas e sempre suspeitar", alertou a delegada.

76 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page