top of page

Investigados por golpes de R$ 980 mil em políticos e empresários de GO são presos em Cuiabá

De acordo com a Polícia Civil, o grupo agia em outros estados como em Goiás e na Bahia. Os prejuízos às vítimas foram estimados em aproximadamente R$ 1 milhão.


G1-Goiás

Quatro investigados são presos em Cuiabá durante a Operação Falso Amigo — Foto: Polícia Civil


Quatro investigados por golpes virtuais foram presos pela Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (26), em Cuiabá. A ação faz parte da 'Operação Falso Amigo' deflagrada pela polícia do estado de Goiás. Outras 14 ordens judiciais foram cumpridas na capital e em Juazeiro, na Bahia.


De acordo com a Polícia Civil de Mato Grosso, a associação criminosa interestadual usa meios fraudulentos de portabilidade de números telefônicos e clonagem de contas em um aplicativo de mensagens. O grupo também teria utilizado contas bancárias de terceiros.

Em Cuiabá, uma pessoa foi detida em flagrante pelo crime de receptação de uma motocicleta, que foi furtada há dois dias. Também foram apreendidos documentos, cartões bancários e aparelhos celulares. A polícia efetuou o sequestro de valores das contas bancárias dos investigados que totalizou R$ 980 mil.


A polícia informou que diversas vítimas no estado de Goiás, entre elas políticos e empresários, foram alvos dos criminosos e tiveram prejuízos.


Após a investigação, a Polícia Civil de Goiás conseguiu identificar o núcleo criminoso e descobrir outros delitos praticados, sempre com o mesmo modo de operação.


A operação contou com o apoio da Polícia Civil do estado, por meio da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes (DEEF) e da 1ª Delegacia de Várzea Grande, região metropolitana da capital. Além da Polícia Civil da Bahia, por meio da Delegacia de Polícia de Juazeiro.



16 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page