top of page

Homens que mataram psicóloga a tiros dentro de carro em Catalão têm condenação mantida pela Justiça

Daniele Salvador, de 39 anos, foi morta a tiros dentro do seu carro, em agosto de 2022. Tiago Rosário Marques foi condenado a 24 anos de prisão, já Marcelo da Silva Martins a 20 anos de reclusão.



G1-Goiás

Psicóloga Daniele Salvador morre a tiro dentro de carro durante assalto em Catalão, em Goiás — Foto: Reprodução/Facebook



O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), em sessão virtual, manteve sentença de primeiro grau para condenar os réus Tiago Rosário Marques e Marcelo da Silva Martins por matarem a psicóloga Daniele Salvador com um tiro, em Catalão, região Sudeste de Goiás. O crime aconteceu no dia 4 de agosto de 2022, próximo ao Shopping da cidade.


Tiago Rosário Marques foi condenado a 24 anos de prisão, já Marcelo da Silva Martins a 20 anos de reclusão. A pena de cada um deverá ser cumprida em regime fechado, e na penitenciária da cidade.


“Nas razões recursais, a defesa dos réus postulou pela desclassificação da conduta de Marcelo para homicídio culposo; absolvição do apelante Tiago, por negativa de autoria; redução da pena e revogação da prisão preventiva deste. Nas contrarrazões, a acusação pugnou pelo conhecimento e desprovimento do recurso. O Ministério Público opinou no mesmo sentido”, alegou o TJGO.


Para a autoridade policial, os acusados confessaram a prática do crime de latrocínio, explicando que se conheceram no presídio de Catalão. “Ainda na sentença, a prisão cautelar deles foi mantida, já que sua liberdade colocará em risco a ordem pública, voltando a praticar crimes”, finalizou o Tribunal de Justiça.


Relembre o caso

Daniele foi morta a tiros na noite do dia 4 de agosto de 2022, enquanto estava dentro do seu carro, na Avenida João Netto de Campo, em Catalão. Ela teria sido abordada por dois homens a pé, que fugiram em seguida.


Segundo a polícia, Daniele ainda tentou arrancar com o carro, mas, por causa dos ferimentos, perdeu a consciência e acabou batendo. O caso está sendo investigado pela delegada Marcela Magalhães, do 2º Distrito Policial (DP).


Daniele morava no município há 15 anos, onde atuava no atendimento de crianças e adolescentes, além de realizar avaliações psicológicas para cirurgia bariátrica, procedimento que auxilia na redução de peso. Na época, o Conselho Regional de Psicologia 9ª Região (CRP09) lamentou a morte da profissional.


O Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO) chegou a ser acionado, mas puderam apenas confirmar o óbito. O corpo da psicóloga foi levado para exames em uma unidade da Polícia Técnico Científica, que também realizou a perícia no local e está analisando o veículo.

68 visualizações0 comentário
bottom of page