top of page

Homem mata mãe e filho após briga por causa do cachorro dele, diz polícia

Vídeo mostra quando suspeito discute com uma das vítimas e, em seguida, efetua os disparos. Homem foi preso em uma força-tarefa da Polícia Militar (PM).


G1-Goiás

Vídeo mostra quando suspeito discute com uma das vítimas e, em seguida, efetua os disparos - Goiás — Foto: Reprodução/Polícia Militar



Um homem de 71 anos foi preso suspeito de matar mãe e filho após uma briga por causa do cachorro dele, em Cocalzinho de Goiás, no noroeste do estado. Câmeras de segurança registraram o exato momento em que o suspeito discute com uma das vítimas e, em seguida, efetua os disparos.


O crime aconteceu na noite desta quinta-feira (2) e o suspeito, que não teve o nome divulgado, foi preso após duas horas em uma força-tarefa da Polícia Militar (PM).


Segundo a PM, as equipes foram chamadas após os vizinhos ouvirem disparos de arma de fogo. Ao chegarem no local, os familiares disseram à polícia que o idoso atirou durante uma discussão por causa do cachorro dele, após “bombinhas” terem sido estouradas próximo à casa dele, onde estava o cão, no dia anterior.


No vídeo é possível ver e ouvir a discussão entre o suspeito e uma das vítimas. Uma mulher, outros dois homens e duas criança observam a briga. O idoso atira contra a vítima, os homens correm com as crianças e a mulher parte para cima do suspeito, que realiza pelo menos sete disparos.


O tenente Anderson dos Reis afirmou que os disparos atingiram três pessoas adultas, que foram socorridas e levadas para o hospital pelos familiares. “As equipes foram até o hospital e verificaram que duas pessoas morreram, sendo mãe e filho. Um terceiro baleado foi transferido”, disse.


Após os disparos, o suspeito fugiu no próprio carro. “Com os detalhes das características do carro, comunicamos as demais equipes e conseguimos localizá-lo na rodovia às 21h”, detalhou Reis. Segundo o tenente, o suspeito não estava mais com a arma e foi preso em flagrante por homicídio.


Em nota, a PC informou que o caso é investigado pela Delegacia de Polícia de Cocalzinho (17ª DRP) e disse que o idoso vai responder por duplo homicídio e uma tentativa de homicídio.

199 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page