top of page

Homem diz em carta confessando morte de esposa e enteados que se arrependeu do crime

No bilhete, homem disse que atirou nas vítimas após briga. Fábio José Mafra de Oliveira se matou em seguida, em Aporé.


G1-Goiás

Fábio José Mafra de Oliveira, a esposa, Priscylla Oliveira Franco Mafra, e os enteados mortos em fazenda — Foto: Reprodução/TV Anhanguera


O homem que confessou em carta ter matado a esposa e os três enteados deixou escrito que se arrependeu do crime. Segundo a polícia, ele atirou contra as vítimas, enrolou os corpos em redes, os colocou em uma carretinha e, em seguida, se matou, em Aporé, no sudoeste de Goiás.


Foram mortos Priscylla de Oliveira Franco Mafra, de 37 anos, e os três filhos dela, Guilherme Davi Fernandes Oliveira, de 7, Danilo Fernandes de Freitas Júnior, de 9, e Savana Danielly Fernandes Oliveira, de 13. A família estava na fazenda passando férias.


Fábio José Mafra de Oliveira, de 43 anos, deixou duas cartas, segundo a Polícia Civil. Em uma delas, havia instruções para o pai sobre o que fazer com os bens dele. Na outra, deixada na carretinha onde os corpos estavam, confessou o crime, dizendo que tinha sido motivado após uma briga do casal.


“Foi uma coisa de um momento quente, junto com uma depressão”, disse o homem na carta. Em outro trecho, fala sobre o arrependimento.

“O arrependimento veio na hora, subi na sede, peguei duas redes e embrulhei eles para não ficar no chão e aí a ficha caiu e fui pensar no que fazer”, escreveu.


O crime foi descoberto na segunda-feira (16), depois que um amigo de Fábio foi à fazenda, após ser chamado pelo homem para prestar um serviço no local.


A Polícia Civil ainda vai ouvir familiares para concluir a investigação. “Vamos aguardar os laudos periciais e vamos ouvir testemunhas, principalmente familiares, para que a gente possa confirmar toda essa situação que se apresenta até o momento”, disse o delegado Ederson Bueno.

85 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page