top of page

Homem é preso por furtar calcinhas e usá-las para tirar fotos em Doverlândia

O homem disse à polícia que tem 'tara' por calcinhas e que não foi a primeira vez que cometeu o crime. Bolsas e perfumes também foram furtados.


G1-Goiás

Homem preso por furtar calcinhas e usá-las para tirar fotos em redes sociais, em Doverlândia — Foto: Divulgação/PM


Um homem foi preso suspeito de furtar calcinhas e usá-las para tirar fotos e mandar para pessoas em redes sociais, em Doverlândia, no sudoeste do estado. Segundo a Polícia Militar (PM), Carlos Uchôa Neto assumiu a autoria dos crimes depois de preso.


A prisão do homem ocorreu na última sexta-feira (1º). De acordo com os relatos da PM, os militares foram acionados por uma moradora do município que ao chegar em casa, percebeu que a porta estava danificada e que alguém tinha entrado no local, pois alguns pertences não foram encontrados.


Os militares também informaram nos registros que ao serem abordados pela moradora, ela contou que Carlos Uchôa era seu vizinho e que suspeitava ter sido ele o invasor da residência, por ele ter enviado fotos usando calcinhas no rosto para algumas pessoas, incluindo uma de suas amigas. Informou também que uma das calcinhas que o suspeito mostrava nas fotos, foi reconhecida.


Após a denúncia, os policiais realizaram buscas por Carlos, que foi encontrado durante a noite. Segundo a PM, ao perguntarem para o homem onde ele esteve durante o tempo em que era procurado, Carlos disse que estava em um rio fora da cidade, e que por isso não foi encontrado.


O preso informou também aos policiais que tinha "tara" por furtar calcinhas e que não era a primeira vez que cometia esse tipo de crime na cidade.


Os relatos da PM ainda apontam que além das calcinhas, o homem furtou um perfume e uma bolsa. Um relatório médico foi realizado e o autor encaminhado para a Delegacia de Caiapônia. As fotos foram divulgadas pela Polícia Militar.

88 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page