top of page

Homem é preso após incêndio criminoso e sequestro do próprio filho, em Jataí

Suspeito violou medidas protetivas e incendiou residência durante a madrugada


Olha Goiás


Na madrugada desta terça-feira (24), a Polícia Militar foi chamada para atender a uma ocorrência de violência doméstica que culminou em um incêndio criminoso, seguido do sequestro do filho da vítima, em Jataí. O suspeito, que já possuía antecedentes por violência psicológica e descumprimento de medidas protetivas, foi preso e encaminhado a delegacia.

Uma jovem de 20 anos, protegida por medida protetiva contra seu ex-marido de 36 anos, relatou às autoridades que saiu da residência durante a noite, deixando o filho de 4 anos aos cuidados de seu irmão. Por volta das 3h30, recebeu uma ligação do irmão, informando que seu ex-companheiro havia arrombado a residência, sequestrado a criança e incendiado a casa.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu conter as chamas, garantindo a segurança dos moradores locais. Após a contenção do incêndio, a Polícia Militar iniciou as buscas pelo suspeito, que havia fugido com a criança.

Cerca de uma hora depois, a operadora de caixa ligou novamente para o Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), informando que o autor havia retornado à residência e estava sendo contido por seu irmão adolescente de 16 anos. Os policiais chegaram ao local e interrogaram o suspeito sobre o paradeiro da criança.

O homem indicou que o menino estava em sua nova residência, na vila Santa Maria. A equipe policial se deslocou imediatamente para a localização e encontrou a criança trancada e sozinha no interior da residência.

O suspeito, identificado pelas siglas S.B.P, já tinha histórico de violência psicológica contra a mulher, além de ter descumprido duas medidas protetivas. Adicionalmente, havia um mandado de prisão em aberto por violação de medida protetiva de urgência.


O indivíduo foi detido e encaminhado à delegacia da Polícia Civil, onde foram realizados os procedimentos legais cabíveis.

27 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page