top of page

Grêmio vira sobre o Juventude e se sagra heptacampeão gaúcho

Campeão gaúcho pela sétima vez seguida, Grêmio faz história e bate o Juventude de virada, diante de sua torcida


GE




O Grêmio é heptacampeão gaúcho. Na tarde deste sábado, o Tricolor derrotou o Juventude por 3 a 1, na Arena, e conquistou o 43º título estadual, o sétimo seguido. Gilberto abriu o placar para o Alviverde, mas Cristaldo e Diego Costa, entre 41 e 43 minutos do primeiro tempo, viraram para o Tricolor. Na etapa final, aos 41, Nathan Fernandes selou a vitória.


História feita


Após 56 anos, o Grêmio alcançou um heptacampeonato gaúcho. A última e única vez havia sido entre 1962 e 1968. O 43º título deixa o Grêmio a apenas dois do Inter, maior campeão do estado. Além disso, o Tricolor terá a chance, em 2025, de conquistar um inédito octacampeonato, atingido apenas uma vez na história, pelo maior rival, na década de 1970.


Artilheiro no comando


Diego Costa foi o nome do título gremista. O centroavante virou o placar no primeiro tempo e deu assistência para Nathan Fernandes fechar a vitória na Arena. O espanhol chegou a seis gols, em seis jogos, e terminou o Gauchão como artilheiro ao lado do companheiro Cristaldo.


O maioral


O título teve gosto ainda mais especial para Renato Portaluppi. O treinador chegou a 10 título no comando da equipe e igualou Oswaldo Rolla, o Foguinho, como técnico com mais conquistas na história do clube. Renato venceu o quinto estadual, além de Copa do Brasil (2016), Libertadores (2017), Recopa Sul-Americana (2018) e Recopa Gaúcha (2019 e 2023).


Arena lotada


A projeção era de 51 mil pessoas, mas a torcida gremista foi além. No total, 54.158 torcedores presenciaram o hepta do Grêmio, o terceiro maior público da história da Arena. Apenas as finais da Libertadores, contra o Lanús, e da Copa do Brasil, com o Atlético-MG, tiveram público superior.



258 visualizações0 comentário

Opmerkingen


bottom of page