top of page

Grêmio decidirá posição no grupo e tem histórico superior nas oitavas da Libertadores ao definir em casa

Tricolor disputa a liderança do grupo para decidir vaga às quartas em casa, onde foi eliminado apenas uma vez em 12 confrontos na história do torneio



GE

Grêmio deve lotar o Couto Pereira — Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA




Neste sábado, o Grêmio encerra participação na fase de grupos da Conmebol Libertadores de olho na liderança do Grupo C. Já classificado às oitavas, o duelo com o Estudiantes, no Couto Pereira, definirá a colocação da equipe. Se terminar como líder, decide vaga às quartas em casa. O retrospecto neste caso é bastante superior. Do contrário, define fora.


Os possíveis adversários já estão conhecidos. Se for campeão do Grupo C, o Grêmio terá o Peñarol pela frente, com ida no Uruguai e volta no Brasil – local a definir, visto a indisponibilidade da Arena. Caso permaneça em segundo, enfrentará o Fluminense, com decisão no Maracanã.


O desempenho gremista nas oitavas da Libertadores é muito superior quando decidiu a vaga em casa. Até hoje, o time esteve 16 vezes nesta fase do torneio. Em 12, fez o jogo de volta como mandante, com 11 classificações e apenas uma eliminação – nos pênaltis para o San Lorenzo, que seria o campeão em 2014. Isso representa 91,7% de aproveitamento.


Por outro lado, o Tricolor fez quatro confrontos de oitavas com a decisão fora. Em três, foi eliminado, tendo somente uma classificação, exatamente na última vez que esteve nesse cenário. Em 2019, avançou em segundo e enfrentou o Libertad, líder do mesmo grupo. O Grêmio venceu em casa e no Paraguai, na volta. Neste recorte, o aproveitamento é de 25%.


Com classificação assegurada, o time gaúcho joga neste sábado para definir qual caminho seguirá na Conmebol Libertadores. Líder, enfrenta o Peñarol com Flamengo ou Bolívar como caminho nas quartas. Palmeiras, Botafogo, São Paulo e Nacional são as outras equipes neste lado da chave.


Do outro, o rival gremista, em caso de permanência no segundo lugar do grupo, será o atual campeão da América. Na sequência, as quartas reservariam Atlético-MG ou San Lorenzo. River Plate, Talleres, Junior Barranquilla e Colo-Colo completam a segunda metade do mata-mata.


O Grêmio soma nove pontos (em cinco jogos), um a menos que o líder The Strongest, mas já com seis partidas. Por isso, vitória sobre o Estudiantes dá ao Tricolor o topo do Grupo C, ou mesmo um empate a partir de dois gols, por conta dos critérios de desempate.


Nesta edição da Conmebol Libertadores, ironicamente, venceu Estudiantes e Huachipato como visitante e perdeu para os chilenos dentro da Arena. Como mandante, venceu o The Strongest no Couto Pereira, em Curitiba.


Independentemente da posição, o Grêmio voltará a disputar as oitavas da Libertadores após quatro anos. Na última vez, avançou como primeiro do grupo e eliminou o Guaraní, do Paraguai, com duas vitórias. A última eliminação nesta fase foi em 2016, para o Rosario Central, fora de casa.


2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page