top of page

Governo decreta alerta em Mato Grosso do Sul após aumento de casos da gripe aviária no país

O vírus da influenza aviária H5N1 de alta patogenicidade (IAAP) em aves silvestres no Brasil pode atingir o setor de avicultura





O Governo do Estado publicou decreto na tarde desta sexta-feira (02), onde declara Estado de Alerta Zoossanitário em Mato Grosso do Sul devido a gripe aviária. Na publicação ainda institui o Sistema de Monitoramento, avisos e ações para fins de prevenção da doença.


O decreto é uma resposta estadual diante da declaração de estado de emergência zoossanitária estabelecido pelo Mapa (Ministério da Agricultura e Pecuária) em todo território nacional, por 180 dias, em função da detecção da infecção da gripe aviária em aves silvestres no Brasil.


“O Mapa definiu estado de emergência e a publicação do Governo é uma resposta protocolar e informando que estamos em alerta para a gripe aviária”, afirma o diretor-presidente da Iagro MS, Daniel Ingold.


Não há casos confirmados da doença em Mato Grosso do Sul e a Iagro tem reforçado as fronteiras, para evitar o trânsito de animais silvestres de maneira ilegal. O decreto nº 16.203 foi publicado no Diário Oficial do Estado.


Reforço da segurança na fronteira


Mato Grosso do Sul está reforçando a segurança sanitária das fronteiras para evitar potenciais casos de gripe aviária, em decorrência do trânsito irregular de aves. A ação acontece em meio a uma declaração de estado de emergência zoossanitária em todo o Brasil por 180 dias.


O vírus da influenza aviária H5N1 de alta patogenicidade (IAAP) em aves silvestres no Brasil pode atingir o setor de avicultura.


O governo estadual também anunciou a criação de sistema de monitoramento contra gripe aviária em Mato Grosso do Sul. Recentemente com a detecção de focos no Paraguai, barreiras de fiscalização foram montadas também nas cidades de Ponta Porã, Bela Vista e Porto Murtinho e tem acionado equipes para orientação da população sobre os riscos da gripe aviária.


População deve evitar tocar em aves mortas


O Ministério da Agricultura e Pecuária confirmou um caso de gripe aviária em um pato, em Minas Gerais. Este é o primeiro caso da doença no estado mineiro, mas já são 19 confirmações de gripe em animais silvestres no Brasil. Em Mato Grosso do Sul não há casos confirmados da doença.


Diretor-presidente da Iagro MS, Daniel Ingold explica que não a doença não apresenta perigo para a população e o contágio se dá apenas pelo contato com animais mortos. Caso a população encontre uma ave morta, pode acionar a Iagro para fazer os procedimentos corretos.


“É necessário confiar na Iagro, procurar o órgão caso encontre algum caso anormal de mortalidade de aves. Estamos preparados para tratar casos suspeitos com toda a segurança, principalmente para a população”, conta.


A Iagro disponibiliza ainda o telefone (67) 99961-0265 para a população, caso encontre algum caso anormal de aves.

*Midiamax, Priscilla Peres

15 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page