top of page

‘Golpe do boleto reverso’: como lotérica perdeu R$ 100 mil com falsos pagamentos em Goiânia

Operação Pé de Coelho, da Polícia Civil, cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em seis cidades contra suspeitos de fraudes em boletos


Mais Goiás



Nesta terça-feira (25), a Operação Pé de Coelho, da Polícia Civil, cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em seis cidades em uma investigação de golpe do ‘boleto reverso’, que desviou R$ 100 mil de uma lotérica em Goiânia.


Segundo a Polícia Civil, o golpe ocorre quando há criação de boletos falsificados que imitam boletos bancários legítimos. Essa criação tem o objetivo de enganar as vítimas e induzi-las a efetuar o pagamento para contas controladas pelos golpistas.


A fraude pode acontecer tanto de forma material – pela alteração do código de barras do boleto – como através de métodos de engenharia social – formas de manipulação para obter informações pessoais e privadas.


Ainda de acordo com a PC, o nome do golpe como ‘reverso’ é porque, ao invés da quantia ir para a conta do beneficiário real, ela é revertida para conta dos autores.


Operação Pé de Coelho


Ao todo, são cumpridos 14 mandados de prisão e mais 14 de busca e apreensão em Goiânia, Guapó, Senador Canedo, Brasília, Belém e Ananindeua (PA).


Pelo menos 11 pessoas já foram presas até o início desta manhã, segundo a PC.A operação é deflagrada pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC) e investiga os crimes de fraude eletrônica, associação criminosa e lavagem de dinheiro.


Os nomes dos investigados não foram divulgados pela polícia.

30 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page