top of page

Goianos podem destinar parte do Imposto de Renda para fundos de apoio a crianças e idosos

Contribuintes têm a oportunidade de ajudar o Fecad e o Fedpi



Olha Goiás




Os contribuintes goianos têm a chance de fazer a diferença ao ajudar diretamente crianças e idosos em situação de vulnerabilidade. Durante o processo de declaração do Imposto de Renda deste ano, é possível destinar parte do imposto devido para financiar o Fundo Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fecad) e o Fundo Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa (Fedpi).


Para realizar essa contribuição, os cidadãos podem optar pela modalidade de declaração completa. Nesse caso, o valor a ser destinado é limitado a 3% do imposto devido. Uma facilidade é que o próprio sistema da Receita Federal realiza o cálculo do valor máximo que o contribuinte pode doar, tornando o processo mais acessível.


O procedimento para efetuar a doação é simples e pode ser realizado durante a declaração do IR 2024, que teve início no último dia 15 de março. Basta abrir o programa da Receita Federal e selecionar a opção “doação diretamente na Declaração/ECA” ou “doação diretamente Declaração/Idoso”, indicando o “Fundo Estadual/UF – Goiás”.


Em seguida, o contribuinte define o montante desejado para doação, respeitando o limite máximo de 3%, e o programa calcula automaticamente o valor. Após esse processo, é necessário imprimir o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) e efetuar o pagamento até o dia 31 de maio de 2024.


É importante ressaltar que o dinheiro arrecadado por meio dessas doações será aplicado conforme o plano de ação previamente aprovado pelos conselhos diretivos dos fundos beneficiados. Esses órgãos são responsáveis por determinar as áreas prioritárias de investimento, garantindo que os recursos sejam utilizados de forma eficaz para atender às necessidades específicas de cada público-alvo.


No caso do Fecad, os recursos serão direcionados para ações como o fortalecimento do Comitê de Participação de Adolescentes (CPA), implantação do Programa de Proteção à Criança e Adolescente Ameaçado de Morte, além de apoio em projetos de educação, esporte, lazer, cultura e assistência social para atendimento de adolescentes em situação de vulnerabilidade no estado de Goiás, entre outras iniciativas.


Já para o Fedpi, o planejamento inclui a execução de atividades como a Educação Permanente em Gerontologia para profissionais que atuam na rede de atendimento à pessoa idosa, campanhas de valorização e combate à violência contra a pessoa idosa, além de encontros de trabalhadores de toda a rede de atendimento à pessoa idosa e de gestores e trabalhadores de Institutos de Longa Permanência.

135 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page