top of page

Goiânia registra mais de 4,4 mil casos de dengue em 2023

No Estado já são 19 mil casos nas primeiras 14 semanas do ano


Mais Goiás

(Foto: Agência Brasil)


Goiânia registrou 4.486 casos de dengue em 2023. Os dados são da secretaria de Estado de Saúde (SES-GO) de janeiro a 9 de abril (semana 14). Deste montante, três são graves e são monitorados.


Ainda conforme a pasta, a taxa de incidência é de 109 casos por 100 mil habitantes. Em relação ao Estado, são 19.086 casos no mesmo período. Destes, são 18 mortes suspeitas e seis confirmadas.


Dos óbitos, dois foram em Caldas Novas. Padre Bernardo, São Simão, Ouvidor e Luziânia registraram uma morte em cada. Goiânia é o local com maior número de suspeitas (4), seguida por Aparecida de Goiânia (3).


Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 80% dos focos ocorrem em residências. A pasta ainda alerta para os principais sintomas:

  • Febre alta > 38°C;

  • Dor no corpo e articulações;

  • Dor atrás dos olhos;

  • Mal estar;

  • Falta de apetite;

  • Dor de cabeça;

  • Manchas vermelhas no corpo.

Já a forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, náuseas, vômitos persistentes e sangramento de mucosas. Confira os sinais:


  • Dor abdominal intensa (referida ou à palpação) e contínua;

  • Vômitos persistentes;

  • Acúmulo de líquidos (ascite, derrame pleural, derrame pericárdico);

  • Hipotensão postural e/ou lipotímia;

  • Letargia e/ou irritabilidade;

  • Hepatomegalia maior do que 2cm abaixo do rebordo costal;

  • Sangramento de mucosa;

  • Aumento progressivo do hematócrito.

Dengue, zika e chikungunya são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Uma das formas mais eficazes de prevenir é evitar o acúmulo de água parada em locais onde ocorre a proliferação do mosquito.


Entre as recomendações estão: tapar tonéis d’água, manter calhas limpas, deixar garrafas com a boca para baixo, limpar e encher os pratos dos vasos de plantas com areia, manter lixeiras tampadas, ralos limpos e instalar telas nas janelas.


11 visualizações0 comentário
bottom of page