top of page

Goiás teve 2,4 milhões de raios entre janeiro e fevereiro de 2023, diz Equatorial

Número representa mais de 60% do total registrado em todo o ano de 2022, que chegou a 3,8 milhões. Somente em janeiro foram registrados 1,7 milhão de descargas atmosféricas.


G1-Goiás

Imagem de raio em Goiás — Foto: Divulgação/Equatorial


De acordo com a Equatorial, Goiás registrou 2,4 milhões de raios somente em janeiro e fevereiro deste ano. Conforme a companhia, o número representa mais de 60% do total registrado em todo o ano de 2022, que chegou a 3,8 milhões. As cidades mais impactadas nos últimos dois meses foram Niquelândia, Cristalina, Rio Verde, Porangatu, Jataí e Formosa.


Somente em janeiro foram registrados 1,7 milhão de descargas atmosféricas, o que é quase três vezes mais que o total identificado no mesmo período do ano passado.


A companhia informou que a empresa possui um sistema de monitoramento de raios em parceria com a Climatempo com objetivo de acompanhar a evolução das tempestades, visto que as descargas atmosféricas afetam o fornecimento de energia, além de provocarem curtos-circuitos, queima de equipamentos e até acidentes fatais.


A empresa ainda compartilhou dicas de segurança que alertam sobre os cuidados para se ter dentro e fora de casa durante tempestades.


Cuidados dentro de casa:

  • Evitar o uso de celular, secador de cabelo e ferro elétrico conectados à tomada;

  • Evitar uso de chuveiro ou torneira elétrica;

  • Evitar consertos de instalações elétricas;

  • Se possível, permanecer dentro de casa enquanto a tempestade durar.


 Cuidados fora de casa:

  • Evitar contato com objetos metálicos, como cercas de arame, tubos metálicos e principalmente linhas telefônicas ou elétricas;

  • Evitar estar em locais como campos abertos, piscinas, lagos, praias, árvores isoladas, postes e locais elevados



8 visualizações0 comentário
bottom of page