top of page

Goiás registra queda na mortalidade por AIDS nos últimos dez anos

Dados do Ministério da Saúde apontam redução de 22,2% no coeficiente de mortalidade no estado



Olha Goiás





O estado de Goiás celebra uma significativa redução de 22,2% no coeficiente de mortalidade por AIDS na última década, de acordo com dados apresentados pelo Ministério da Saúde.


O relatório epidemiológico destaca uma diminuição de 4,5 para 3,5 óbitos por 100 mil habitantes no período analisado. Os números apontam para 309 óbitos em 2022, representando uma queda de 1,27% em relação aos 311 óbitos registrados em 2012.


No cenário das capitais, Goiânia se destaca com uma taxa de 5,2 mortes para cada 100 mil habitantes em 2022, superando a média nacional. O boletim revela que a capital goiana apresentou a segunda menor taxa entre as capitais, registrando 27,4 casos por 100 mil habitantes.


Quanto à detecção do HIV, o documento do Ministério da Saúde destaca 43.403 casos notificados em todo o país no ano de 2022. Na região Centro-Oeste, Goiás contabilizou 3.825 casos, sendo 1.532 no estado.


A capital goiana apresenta uma taxa de gestantes infectadas pelo HIV de 2,5 casos por mil nascidos vivos, ressaltando a importância do diagnóstico precoce para a implementação eficaz de medidas preventivas e a redução da transmissão vertical do vírus.


Cenário nacional


A queda no coeficiente de mortalidade por AIDS também é evidente em âmbito nacional, passando de 5,5 para 4,1 óbitos por 100 mil habitantes na última década. Em 2022, o Ministério da Saúde registrou 10.994 óbitos relacionados ao HIV ou à AIDS, representando uma diminuição de 8,5% em comparação aos 12.019 óbitos registrados em 2012.


Apesar desse avanço, cerca de 30 pessoas perderam a vida devido à AIDS diariamente no ano passado, destacando a importância contínua de estratégias eficazes de prevenção e tratamento.

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page