top of page

Goiás registra a segunda morte por dengue em 2024

Vítima é um homem de 33 anos, residente em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. A primeira morte no estado em 2024 foi confirmada pela SES na última quinta-feira.




G1-Goiás

Mosquito fêmea do Aedes aegypti no Laboratório de Entomologia do Instituto de Biociências da UFMT — Foto: Junior Silgueiro/Gcom-MT



A Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) confirmou a segunda morte por dengue em Goiás em 2024. A vítima é um homem de 33 anos, residente em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com a pasta, o óbito foi registrado no dia 18 de janeiro, em Formosa.


A primeira morte no estado em 2024 foi confirmada pela SES na última quinta-feira (1º). A vítima também era um homem, de 31 anos, que morreu no dia 5 de janeiro, em Uruaçu, na região norte de Goiás. Segundo a pasta, outros 30 óbitos estão sendo analisados, tendo entre as vítimas crianças e bebês.


Com o aumento do número de casos de dengue, Goiás pode decretar estado de emergência em saúde pública. A análise do cenário epidemiológico do mês de janeiro deste ano será essencial para confirmar se o estado vive uma epidemia da doença. Segundo o secretário estadual de Saúde, Rasível dos Santos, já foram instaurados gabinetes de crise da dengue em pelo menos 50 municípios.


Há pelo menos dez anos Goiás se configura como um dos estados que têm a maior quantidade de casos no País. Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO, Flúvia Amorim, o atual aumento de casos era esperado.


Por isso, desde agosto de 2023 a pasta tem informado os municípios sobre os riscos relacionados ao verão de 2023/2024. Uma das explicações é que Goiás está sob influência do fenômeno natural El Niño, que interfere no aumento do regime de chuvas e calor, condição ideal para reprodução do Aedes aegypti.



3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page