top of page

Goiás registra 174 casos de afogamento em 2023

O maior número de casos aconteceu em lagos. O registro do Corpo de Bombeiros aponta que houve 64 afogamentos neste tipo de local em 2023




Mais Goiás

Corpo de Bombeiros registra 174 afogamentos em Goiás (Foto: BMGO - Divulgação)



O Corpo de Bombeiros registrou 174 casos de afogamento em Goiás em 2023. Embora o ano ainda não tenha acabado, o número é 65,71% maior do que o registrado em 2022, quando houve 105 afogamentos em todo o estado.


O maior número de casos aconteceu em lagos. O balanço do Corpo de Bombeiros aponta que houve 64 afogamentos neste tipo de local em 2023. Seguido por rio, com 47 casos, e piscina com 40. Em córregos, foram 11 registros, enquanto catalogado com “outros” chega a 10. Por fim, houve dois registros em cachoeiras.


Goiânia é o município campeão do número de afogamentos, com 18 casos. Seguido por Itumbiara, com 8 registros. Aparecida de Goiânia, Jataí e Rio Verde tiveram seis casos cada. Enquanto Anápolis, Aruanã, Caldas Novas, São Simão e Uruaçu registraram cinco cada.


Afogamentos em Goiás


Um dos últimos casos registrados ocorreu no lago da Emgopa, em Senador Canedo, na segunda-feira (25). Segundo o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO), um jovem de 20 anos tentava atravessar o local com um amigo, mas submergiu e não foi mais visto.


Também no dia de Natal, um pai de 60 anos se afogou no rio Pirapitinga, na zona rural de Cumari, quando tentava resgatar o filho, de 30, em afogamento. Ambos desapareceram no local por volta das 18h45.


12 visualizações0 comentário
bottom of page