top of page

Goiás marca no fim e vence o Iporá pelo Goianão

Clube esmeraldino reclama de pênalti marcado para o Iporá. Equipe chega aos 7 pontos e ganha posições, pelo menos momentaneamente. Rodada tem mais quatro jogos na tarde deste domingo (22)



O Popular

Breno Herculano comemora gol sobre o Iporá (Foto: Goiás EC)


Em partida em que saiu de campo reclamando novamente da arbitragem, o Goiás conquistou a vitória de 2 a 1 sobre o Iporá neste domingo (22), em Iporá, no Estádio Ferreirão, utilizando um time alternativo. Com gols dos atacantes Breno Herculano e Nicolas, o alviverde chega a sete pontos no Goianão e volta a vencer após duas rodadas, em que perdeu do Atlético-GO e empatou com o Anápolis.


O gol do Iporá foi marcado por Iago Martins, na cobrança de pênalti que gerou as reclamações esmeraldinas – no lance polêmico, Iago Martins tirou a marcação de Yan Souto e caiu na área. A partida foi disputada sob chuva, em parte do primeiro tempo, o que deixou o gramado pesado.


O técnico Guto Ferreira continua o rodízio no elenco do Goiás. O alviverde teve a estreia dos volantes Felipe (ex-Fortaleza), Jhonny Lucas (após cinco meses só treinando no clube e com problemas na transferência internacional, finalmente foi regularizado) e o lateral esquerdo Bruno Melo.


Em Iporá, o treinador testou formação alternativa na defesa, utilizando uma linha defensiva de quatro com o zagueiro Yan Souto na lateral direita, enquanto os laterais Hugo e Bruno Melo ocupavam lado esquerdo da defesa. Hugo evitou o gol de empate de Iporá no primeiro tempo, cabeceando uma bola em cima da linha da meta de Tadeu.


A melhor opção ofensiva da equipe esmeraldina foi o argentino Julian Palácios, aberto pelo lado direito e colocando rapidez na transição defensiva para o ataque. Julian Palácios teve a participação em três jogadas importantes do Goiás na etapa inicial.


Na primeira delas, saiu o primeiro gol alviverde. Ele fez o cruzamento no escanteio, tirando o goleiro e a defesa do raio de ação. Breno Herculano, de 1,87 metro, subiu mais alto e cabeceou no canto – 1 a 0 Goiás, aos 10 minutos.


Na outra oportunidade, Palácios recebeu na frente, driblou Pedro Bambu e foi preciosista ao tentar passar pelo goleiro, que salvou. O Goiás teve domínio no primeiro tempo e ainda viu o chute do jogador argentino sair rente à trave.


O Iporá lamentou não chegar ao empate na única chance na etapa inicial. Escanteio, Rodrigo Milanez cabeceou, mas Hugo salvou na linha.


O time da casa foi mais ousado no segundo tempo, pois passou a usar mais os lados do campo. Teve a chance do empate no cabeceio de Wellington, livre na área, e na defesa difícil de Tadeu, que já estava passando da bola, mas conseguiu se esticar para fazer a defesa.


Até que, num lance que gerou reclamação do Goiás, o Iporá chegou ao empate. Iago Martins recebeu passe na área, se livrou de Yan Souto, caiu e pediu a falta. Elmo Resende marcou a penalidade. Iago cobrou com força e empatou – 1 a 1,, aos 23 minutos.


Guto Ferreira fez modificações na equipe, que passou a valorizar mais a posse de bola, sem dar espaços à equipe iporaense. Os atacantes Alesson, Phillipe Costa e Nicolas foram lançados com a tarefa de pressionar o adversário.


A alteração se mostrou eficaz, pois o segundo gol do Goiás, o da vitória, foi marcado por Nicolas após boa troca de passes pelo meio e cruzamento rasteiro de Bruno Melo. Goiás 2 a 1, aos 39 minutos.

14 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page