top of page

Goiás deve ter aumento de 4,7% na produção de algodão no ciclo 2023/2024, prevê Conab

Lavouras goianas podem entregar 136,0 mil toneladas do produto


Mais Goiás

(Foto: CNA)


Levantamento da Safra de Grãos 2023/2024, divulgado na quinta-feira (9/11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), prevê que as lavouras goianas podem entregar 136,0 mil toneladas de algodão na Safra 2023/2024. O número representa aumento de 4,7% em relação ao período 2022/2023.


De acordo com o levantamento, o número coloca Goiás na quinta posição do ranking nacional de maiores cotonicultores. Nacionalmente, a previsão é de queda de 4,1%, conforme o Conab. Ainda assim, houve avanço na área plantada de 4,2%).


Em números absolutos, o órgão estima que o País deva produzir +7,4 milhões de toneladas de algodão no atual ciclo.


Arroz e trigo


Sobre outras produções, o levantamento mostra que, em Goiás, a safra de arroz deve aumentar 8,1% em relação à última safra. O número estimado é de 88,2 mil toneladas. Já a produção de trigo pode chegar a 267,0 mil toneladas, 97,8% de crescimento em relação a temporada 22/23.


Acerca da produção total de grãos, esta deve ficar em 30,3 milhões de toneladas. O número é 7,1% menor que o resultado do ciclo passado.


“Apesar do recuo em relação à última safra, este é o segundo melhor resultado do agronegócio goiano na série histórica deste levantamento da Conab. Estamos sofrendo o efeito do El Niño, que tem impacto importante sobre a produtividade das culturas, e há também desafios de mercado relevantes. Mesmo assim, temos boas notícias, e seguimos trabalhando, ao lado do produtor, para abrir novos mercados e avançar cada vez mais”, afirma o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Leonardo Rezende.



6 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page