top of page

Goiás anuncia Novo Mapa do Turismo 2024 com 86 municípios

Municípios excluídos e novos integrantes são destacados; documento facilita gestão de investimentos públicos no setor turístico


Olha Goiás


O Governo de Goiás, através da Goiás Turismo, divulgou nesta quarta-feira (19) o novo Mapa do Turismo 2024. A nova configuração inclui 86 municípios, distribuídos em 12 regiões turísticas: Ouro, Chapada dos Veadeiros, Chapada das Emas, Estrada de Ferro, Águas Quentes, Encantos do Planalto Central, Negócios e Tradições, Lagos do Paranaíba, Pegadas no Cerrado, Terra Ronca, Serra da Mesa e Vale do Araguaia.


Treze municípios ficaram de fora do novo mapa por não cumprirem os requisitos exigidos pelo Ministério do Turismo. As cidades excluídas são: Bonfinópolis, Santa Cruz de Goiás, Goiandira, Novo Gama, Aurilândia, Damianópolis, Divinópolis, Nova Roma, Buriti de Goiás, Jaraguá, Mossâmedes, Mundo Novo e Teresina de Goiás.


Por outro lado, quatro municípios conseguiram se destacar e integrar o novo mapa. Anhanguera, o menor município de Goiás, conhecido pela festa do limão taiti; Catalão, com seu turismo de negócios consolidado e as tradicionais Congadas; Cidade Ocidental, famosa pela gastronomia baseada no doce de marmelo, patrimônio cultural e imaterial de Goiás; e Campinorte, banhado pelo Lago Serra da Mesa.


Os critérios para inclusão ou permanência no Mapa do Turismo, conforme estabelecido pelo Ministério do Turismo, exigem que a gestão municipal envie documentação comprovando a existência de um órgão ou entidade responsável pela atividade turística, destine verba para o turismo na lei orçamentária anual, mantenha um Conselho Municipal de Turismo ativo e participe de uma Instância de Governança Regional.


A Goiás Turismo validou os dados enviados pelos municípios e estes foram homologados pelo Ministério do Turismo. Os gestores municipais podem consultar e obter o certificado de adesão no site: mapa.turismo.gov.br.


Investimentos Públicos


O Mapa do Turismo Brasileiro é uma ferramenta essencial dentro do Programa de Regionalização do Turismo, que define as áreas prioritárias para o desenvolvimento de políticas públicas pelo Ministério do Turismo. Este mapeamento oferece uma visão abrangente do potencial turístico brasileiro, facilitando a gestão e a distribuição eficiente de recursos.


Fabrício Amaral, presidente da Goiás Turismo, destaca a importância do Mapa do Turismo como um instrumento que reúne os municípios com potencial turístico, permitindo ao poder público identificar as necessidades de investimentos e ações de promoção para cada região turística do estado. 


Luciano Guimarães, coordenador de estruturação de destinos e produtos turísticos da Goiás Turismo e interlocutor do Programa de Regionalização do Ministério do Turismo, explicou que o recorte territorial incentiva os municípios a se organizarem em regiões com características similares, fortalecendo as políticas públicas locais. "Todo município tem que fazer a lição de casa. São critérios obrigatórios a se cumprir. Alguns estão comemorando seja por entrar, pela primeira vez, para o Mapa ou por voltar a fazer parte dele", informou Guimarães.



12 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page