top of page

Goiás é décimo Estado com mais mortes de motociclistas no trânsito

Em compensação, ente é o sexto com menor número de internação destes condutores no SUS


Mais Goiás

(Foto: Marcelo Camargo - Agência Brasil)


Goiás é o décimo Estado com maior número de mortes de motociclistas no trânsito. Segundo dados do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Ministério da Saúde, o ente registrou taxa de mortalidade de 7,8 por 100 mil habitantes em 2021.


A maior mortalidade é do Piauí, com 17,6 por 100 mil habitantes. Em seguida vem Mato Grosso (14,7), Tocantins (13,8), Maranhão (11,2), Sergipe (11), Rondônia (10,6), Alagoas (10,4), Mato Grosso do Sul (10) e Paraíba (9,1). A menor taxa ficou Rio de Janeiro: 1,9.


Em relação a taxa de internação de motociclistas acidentados no SUS, Goiás é o sexto com menor número. O Estado registrou, em 2021, 4,2 por 10 mil habitantes. O Piauí é o maior, mais uma vez, com 17,4.


Os entes com menores taxas que Goiás neste caso são: Rio Grande do Sul (1,7), Amazonas (2,4), Amapá (2,9), Alagoas (3,1) e Pernambuco (3,6).


Ainda de acordo com o levantamento, a taxa de internação de motociclistas que se lesionaram em acidente teve um aumento de 55% de 2011 para 2021, no País. No primeiro ano citado, foram 70,5 mil, 3,9 para a cada 10 mil habitantes; já no último período, 115,7 mil, 6,1.


O número mortes variou pouco. Foram 11.485 (5,8 a cada 100 mil habitantes) em 2011 contra 11.115 (5,7 a cada 100 mil) em 2021. Ainda assim, houve aumento sobre a porcentagem que essas mortes representam nos óbitos no trânsito: de 26,6% para 35,3%.

9 visualizações0 comentário

Комментарии


bottom of page