top of page

Funcionário de empresa de energia é preso em flagrante por furto de energia em Goiás

Polícia Civil desarticula esquema de "gato" que fraudava medição de consumo há mais de um ano


Olha Goiás



A Polícia Civil de Goiás, por intermédio da Central de Flagrantes e Pronto Atendimento ao Cidadão de Caldas Novas e da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) da 19ª Delegacia Regional de Polícia (19ªDRP), prendeu em flagrante um funcionário de uma empresa de energia por furtar eletricidade para uso na própria residência. O caso revelou esquema de fraude que acontecia há mais de um ano, resultando na cobrança indevida de taxas mínimas e variações de consumo fictícias.


A ação policial foi desencadeada após a autoridade policial receber informações do setor de fiscalização terceirizado da concessionária de energia. No local, os agentes constataram que a energia consumida na residência do investigado, que também era funcionário de uma prestadora de serviços vinculada à mesma empresa, estava diretamente conectada à unidade consumidora, sem passar pelo relógio de medição, uma prática conhecida no meio como “gato”.


Análises dos registros de medição de energia apontaram que a empresa vinha cobrando a taxa mínima de consumo por pelo menos um ano e meio, uma realidade que difere em relação ao consumo efetivo. Em alguns meses, o medidor era religado de maneira deliberada, gerando uma falsa variação na cobrança, com o objetivo de dissimular a infração.


Diante a confirmação do desvio de energia, a autoridade policial deu voz de prisão ao investigado. Após o pagamento de fiança, ele foi liberado para responder em liberdade. Caso seja condenado, o acusado pode enfrentar uma pena que varia de um a quatro anos de reclusão, além de ser passível de multa.

92 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page