top of page

Funcionário é preso suspeito de planejar atentado terrorista contra colegas de trabalho, em Jataí

Suspeito armazenava armas, coletes, munição e até explosivos, de acordo com a polícia. Mandados são cumpridos em Jataí.


G1-Goiás

Roupas militares, fuzil e colete em cima da cama do suspeito, em Jataí, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Federal


Um homem de 27 anos foi preso, nesta quarta-feira (22), suspeito de planejar um atentado terrorista contra colegas de trabalho em uma empresa de Jataí, no sudeste goiano. Segundo a Polícia Federal (PF), há fortes indícios de adoração e fanatismo por parte do suspeito em relação a grupos terroristas, armas de fogo e explosivos.


As buscas e apreensões, de acordo com a corporação, visam apreender armas de fogo, munições, explosivos, computadores, celulares, eventuais planos de ataque e documentos relacionados aos fatos investigados, visando a confirmação dos motivos de agir do investigado, bem como identificar outros indivíduos que possam ter envolvimento com os fatos.


Imagens disponibilizadas pela PF mostram um arsenal de munições e explosivos, colete à prova de balas, roupas do Exército, além de armas pesadas como um fuzil. Entre os explosivos, segundo a corporação, havia uma granada de morteiro, utilizada pelas Forças Armadas. O Exército foi chamado para retirar o explosivo da casa do suspeito.


Ao todo, a PF cumpre um mandado de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária. A corporação afirmou que a investigação teve início após um compartilhamento de informações com a Polícia Civil (PC), que informou que um empregado de uma grande empresa da cidade teria realizado graves ameaças contra colegas de trabalho.


O investigado, segundo a corporação, poderá responder pela prática do crime de atos de terrorismo, cuja pena pode chegar a 30 anos de reclusão, entre outros que venham a ser elucidados até a conclusão das investigações.

67 visualizações0 comentário
bottom of page