top of page

Foragido de altíssima periculosidade é preso em Jataí

A ficha criminal do detido é marcada por uma série de homicídios, incluindo um caso ocorrido em Minas Gerais


Olha Goiás



Em uma operação de rotina, a equipe do Grupo de Policiamento Tático 05 (GPT-05) efetuou a prisão de um indivíduo foragido da justiça considerado de extrema periculosidade enquanto ele transitava por uma rodovia federal de Jataí.


No início da abordagem, o indivíduo apresentou um documento com informações conflitantes em relação à verdadeira identidade. Após uma investigação e compartilhamento de informações, a equipe de policiais identificou um mandado de prisão em aberto para o foragido, acusado dos graves crimes de homicídio e extorsão mediante sequestro.

A ficha criminal do detido é marcada por uma série de homicídios, incluindo um caso ocorrido em Minas Gerais, no qual ele sequestrou, decapitou e assassinou uma mulher em busca de uma herança de 40 mil reais.

O indivíduo responsável por esses crimes foi conduzido para a Delegacia de Jataí, a fim de que sejam tomadas as medidas legais cabíveis.

Relembrando o caso de 2015

Em 2015, a polícia deteve Vinícius dos Santos, então com 25 anos, conhecido como "Vinição", que era o principal suspeito de um brutal assassinato e decapitação de Patrícia Tomé Rodrigues de Oliveira, de 44 anos. O crime aconteceu após Patrícia ter sido mantida em cárcere privado por dois dias, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais.


De acordo com o delegado Eduardo Hilbert, responsável pelas investigações na época, pouco antes de seu trágico falecimento, Patrícia havia recebido uma quantia significativa de dinheiro como resultado da morte de seu marido.


A vítima costumava oferecer café aos operários que trabalhavam em uma obra próxima de sua residência, onde Vinícius prestava serviços. Ao longo do tempo, uma amizade se desenvolveu entre eles, despertando a cobiça no auxiliar de pedreiro.

A quantia em questão, cerca de R$ 40 mil, estava destinada à compra de uma casa, e Vinícius, conforme as investigações, se ofereceu para apresentar um imóvel à vítima. No momento em que a convidou para ver a propriedade, o suspeito a rendeu, forçando-a a entregar seu cartão bancário e a senha.


Durante os dias em que Patrícia foi mantida refém, o suspeito realizou várias transferências bancárias para sua própria conta e efetuou saques em dinheiro. A vítima, mãe de duas filhas, foi posteriormente assassinada com um golpe de facão no pescoço.

198 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page