top of page

Feriado de Semana Santa tem saldo de 30 acidentes e três mortes nas BRs de Goiás

Se comparado a 2022, o feriado deste ano registrou menos acidentes e menos pessoas ficaram feridas nas BRs goianas


Mais Goiás

(Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)


O feriado da Semana Santa de 2023 terminou com saldo de 30 acidentes registrados nas rodovias federais (BRs) goianas. Ao todo, 28 pessoas ficaram feridas, três morreram. As informações são de levantamento divulgado pela Rodoviária Federal (PRF) nesta segunda-feira (10).


Um dos acidentes com vítimas fatais aconteceu na BR-050, em Campo Alegre, na manhã da última quinta-feira (6). De acordo com a PRF, uma carreta tombou e acabou batendo na defensa metálica. O condutor, de 56 anos, morreu no local.


O segundo registro foi de uma colisão frontal entre um caminhão e um Toyota/Corolla. O acidente aconteceu na BR-153, em Hidrolina, na sexta-feira (7). A Polícia Rodoviária Federal revelou que motorista do caminhão, um homem de 22 anos, teve lesões leves. Já o condutor do outro veículo, de 32 anos, morreu no local.


O último caso envolvendo vítimas fatais aconteceu na BR-153, em Porangatu, na manhã de domingo (9). O motorista, segundo a PRF, perdeu o controle do carro de passeio, saiu da pista e colidiu com uma árvore.


Quatro pessoas estavam no veículo: uma mulher, 59, que morreu na hora; outra ocupante que ficou em estado grave; e outros dois que tiveram lesões leves. O motorista foi submetido ao teste de alcoolemia, mas o resultado foi negativo para embriaguez.


Redução de acidentes e feridos


Se comparado a 2022, o feriado da Semana Santa deste ano registrou menos acidentes e menos pessoas ficaram feridas nas BRs goianas.


O balanço divulgado pela corporação mostra que no ano passado aconteceram 38 acidentes e 46 pessoas feridas. Em 2023, agentes registraram 30 acidentes e 28 feridos. Em contrapartida, neste ano, o feriado terminou com uma morte a mais que 2022.

Ultrapassagens proibidas lideraram infrações


Os números também decresceram em relação aos registros de ocorrências envolvendo embriaguez no volante, pessoas sem cinto de segurança e crianças sem uso do assento específico – conhecido como “cadeirinha”. Porém, os números de ultrapassagens proibidas subiram de 261 em 2022, para 280 em 2023.


No ano passado os policiais atenderam 115 ocorrências envolvendo embriaguez; 110 registros de pessoas trafegando as BRs goianas sem cinto de segurança e 16 crianças sem assento específico.


Já neste ano, foram 34 casos de embriaguez no volante; 26 pessoas sem cinto de segurança e 12 crianças sem a cadeirinha.


19 visualizações0 comentário

Komentáře


bottom of page