top of page

"Fechado" com Lázaro, Corinthians tenta evitar pior início no Paulista desde 2005

Globo Esporte


Cientes de que a inexperiência de Fernando Lázaro como técnico o torna mais suscetível a críticas e pressão popular, diversos jogadores do Corinthians vieram a público nas últimas semanas elogiar e mostrar apoio ao novo comandante alvinegro. Algo que foi reforçado no último domingo, após a derrota na estreia no Campeonato Paulista para o Bragantino.

Interna e externamente o recado é um só: o elenco está "fechado" com Lázaro. O Timão volta a campo nesta quarta-feira, às 19h30, contra o Água Santa, na Neo Química Arena.

– Estamos iniciando um trabalho e precisamos dessa vitória para dar confiança aos jogadores e principalmente ao Fernando, para saber que estamos entregando o máximo nas ideias dele, o que ele quer. Eu acho que a pressão nos treinadores brasileiros é exagerada, mas não cabe a nós jogadores falarmos isso. A gente tem que demonstrar em campo que estamos com o treinador, respeitando o clube e as decisões que o clube toma – disse o meio-campista Maycon, que ainda completou:

– A gente respeita demais e eu gosto demais do Fernando. Temos entendimento de que estamos evoluindo e é começo de trabalho. É difícil, vários treinadores iniciaram a trajetória com derrota, e o Fernando no ano passado teve vitórias como interino. A gente respeita demais e procura trabalhar demais para que dê certo.

No mesmo dia, Róger Guedes também saiu em defesa do comandante e disse que o ambiente do clube está bem melhor do que nos tempos de Vítor Pereira. O volante Roni endossou. Antes, Cássio já havia exaltado Fernando Lázaro.

Porém, os jogadores querem dar esse suporte ao técnico não apenas com palavras, mas também com resultados.

Além de um "respiro" para o treinador, um bom resultado em Itaquera evitará uma marca negativa para o clube. O Corinthians não começa um Paulistão com duas derrotas desde 2005, quando perdeu para Mogi Mirim (2 a 1) e Marília (1 a 0).

A primeira vitória veio só na terceira rodada, por 1 a 0 contra o Atlético Sorocaba. O técnico era Tite e o Timão, rodadas depois, se tornaria "galáctico", com as estreias de Tevez e companhia.

Os últimos inícios de temporada do Timão não foram dos melhores. Desde 2016, com diferentes técnicos, a equipe não consegue vencer as duas primeiras partidas.

4 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page