top of page

Estafe de Zidane nega proposta do PSG, que segue negociando com Nagelsmann

Segundo imprensa francesa, conversas foram abertas na última quarta, mas estão longe de desfecho. Henry, cogitado para ser auxiliar, estaria descartado


GE

Zinedine Zidane não teria recebido nenhum contato do PSG — Foto: REUTERS



O técnico Christophe Galtier ainda nem teve sua demissão oficializada pelo PSG, mas a imprensa francesa vem indicando que escolha do novo treinador do clube pode se tornar uma novela. Apesar de o alemão Julian Nagelsmann ser cotado como o favorito para o cargo, o nome de Zinedine Zidane voltou a ser ventilado no noticiário, fazendo com que seu estafe se manifestasse no sentido oposto.


O jornal "Le Parisien" indicou que a diretoria comandada pelo presidente Nasser Al Khelaifi tentou uma aproximação com Zizou nas últimas semanas. Mas fontes ligadas ao técnico afirmaram à rádio "RMC" que nenhum tipo de contato foi feito por parte do PSG.


Em meio às especulações, o clube abriu negociações com Julian Nagelsmann, que está sem clube desde fevereiro, quando deixou o comando do Bayern de Munique. Segundo o "L'Équipe", várias reuniões entre as duas partes aconteceram nos últimos dois dias, com contatos diretos entre Luis Campos, diretor de futebol do PSG, e Volker Struth, empresário de Nagelsmann.


Porém, o diário frisa que fontes do clube garantem que "as discussões estão longe de serem finalizadas" - e, segundo o jornal, há outros treinadores em contato com o clube, como possíveis opções para o comando da equipe na próxima temporada.


Quem teria se tornado carta fora do baralho seria Thierry Henry. O ex-auxiliar da seleção da Bélgica foi cogitado como possível assistente de Nagelsmann em Paris, mas o "L'Équipe" crava que o ex-jogador não trabalhará na comissão técnica do alemão. Isso, porém, não seria empecilho para o acerto do PSG com o treinador.

5 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page