top of page

Endrick cita interesse de Chelsea e PSG

Globo Esporte


Endrick desembarcou na Espanha nesta semana para conhecer os futuros companheiros de time, o presidente Florentino Pérez e assistir ao jogo do Real Madrid com o Villareal, enquanto organiza detalhes da mudança para 2024. Ao completar 18 anos, estará no seu destino dos sonhos, mas que passaram perto de tomar outros rumos antes do acerto.

De férias em Madri, o atacante do Palmeiras comentou sobre o interesse do Chelsea - inicialmente revelado pelo pai - e do Paris Saint-Germain.

– Falou-se muito sobre Erling Haaland e Kylian Mbappe para o Real Madrid e foi aí que houve um forte interesse do Chelsea e do Paris Saint-Germain – iniciou, em entrevista ao The Athletic.

– Claro, são equipes grandes e importantes, seriam excelentes opções. Fui atraído pela Premier League, pela cidade de Londres e pelo fato de o inglês ser a língua dominante no mundo, e obviamente o Chelsea é uma marca forte que ganhou duas Ligas dos Campeões – exaltou, antes de reforçar a preferência pela escolha final.

– Disseram-me que chove muito em Londres, mas isso não seria problema porque, como dizia o meu pai, sempre gostei de jogar na chuva. Mas sempre deixei claro ao meu agente que o meu sonho era o Real Madrid – completou.

No início desse mês, o pai de Endrick, Douglas, revelou em entrevista ao The Guardian que o Chelsea se interessou e desistiu de contratar o atacante para evitar "inflacionar o mercado".

Em Madri, o atacante de 17 anos chegou acompanhado dos pais, dos irmãos e da namorada, para conhecer a estrutura do clube e também organizar detalhes referentes à mudança, como casa e escola para o irmão Noah, de quatro anos.

– Meu sonho sempre foi o Real Madrid, desde que eu era criança, porque meu pai sempre foi fã e eu também. Agora tenho 17 anos e quatro títulos com o Palmeiras. É disso que estou orgulhoso. Em Madri, gostaria de vencer cinco títulos da Champions e a La Liga dez vezes – afirmou.

Na visita ao clube, conversou com o presidente Florentino Perez pela primeira vez pessoalmente. Antes, havia falado por uma vídeo-chamada organizada após a vitória do Palmeiras por 4 a 3 sobre o Botafogo - em que Endrick marcou dois gols.

E no sábado conversou também com o técnico Carlo Ancelotti, que o recebeu e deu as boas-vindas no clube. Questionado se prefere trabalhar com o treinador no Real Madrid ou na seleção brasileira, limitou-se a dizer:

– Onde ele estiver feliz, onde ele se sentir bem, é onde eu quero que ele esteja. Pelo menos para mim não importa onde ele vai estar, porque se ele vai ser feliz no Real Madrid, ou se vai ser feliz na seleção brasileira, isso é o que importa e acho que para a equipe o mais importante é a sua felicidade como treinador.

6 visualizações0 comentário
bottom of page