top of page

Empresa chinesa planeja investir mais de R$ 2 bilhões em Goiás para expansão fabril

Fufeng Group busca parceria com Governo de Goiás visando instalação de nova planta e promete investimento significativo no estado



Olha Goiás

Foto: Hegon Corrêa



Executivos da empresa chinesa Fufeng Group, líder global em biofermentação, se reuniram com o governador em exercício de Goiás, Daniel Vilela, para discutir um projeto de expansão da companhia no estado.


A reunião, realizada no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, teve como ponto principal a apresentação do plano de investimento, que pode ultrapassar a marca dos R$ 2 bilhões, para a construção de uma nova planta fabril.


A escolha de Goiás como possível localização para a nova instalação deve-se à relevância do estado na produção de milho, principal matéria-prima utilizada pela empresa. Embora a Fufeng Group tenha considerado outras regiões na América do Sul, Goiás despontou como a opção mais promissora.


Durante o encontro, o governador em exercício destacou a receptividade do estado para investimentos estrangeiros e manifestou interesse em consolidar Goiás como destino preferencial para o capital chinês. 


Daniel Vilela ressaltou as vantagens competitivas de Goiás, como infraestrutura logística e benefícios fiscais, afirmando o compromisso do governo em facilitar o processo de instalação da empresa.


Ainda em fase inicial, o projeto da Fufeng Group prevê a produção anual de 120 mil toneladas de treonina e 180 toneladas de lisina de grau alimentício, abrangendo diversos setores-chave da indústria, como nutrição animal, alimentos, farmacêutica e saúde.


O vice-presidente e gerente de investimentos no exterior da Fufeng Group, Bao Xin, expressou otimismo em relação à parceria com o governo goiano, destacando a importância estratégica do projeto para a empresa.


Com potencial para gerar empregos e impulsionar a economia local, a possível instalação da Fufeng Group em Goiás representa uma oportunidade significativa de desenvolvimento para o estado e consolidação de relações comerciais com a China.



17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page