top of page

Empresário é condenado por matar transexual em Rio Verde

O homem cumprirá a sentença em regime semiaberto

Olha Goiás


Milton Bernardes, empresário acusado de matar uma transexual em Rio Verde, foi condenado a cinco anos de prisão por homicídio qualificado por motivo fútil. O crime aconteceu em setembro de 2021. O homem cumprirá a sentença em regime semiaberto.


O CASO


A transexual Alessandra foi morta com um tiro no rosto. Câmeras de seguranças registraram o momento em que Milton para o carro perto da vítima, atira e foge do local. Ela foi socorrida com vida e encaminhada a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), porém não resistiu ao ferimento.


Na época, o empresário contou que parou para pedir informação e que as transexuais teriam destravado as portas e entrado no veículo sem autorização.


O homem afirmou que não as tinha contratado para cunho sexual, porém as mulheres o forçaram a dirigir até um posto de gasolina desativado, onde iriam comprar drogas. Teria acontecido uma discussão, e cerca de 20 minutos depois, ele retornou e atirou em Alessandra.


Já as transexuais contaram que Milton as tinha contratado para um programa que não aconteceu, e por ele pediu o dinheiro de volta. Ao ser informado que a quantia não seria devolveria, ele disparou com a arma de fogo e fugiu.

2 visualizações0 comentário
bottom of page