top of page

Dono da SAF do Botafogo, John Textor acredita em manipulação de resultados e vai à Justiça Comum

André Rizek informa que empresário "vai para o ataque" com relatório de arbitragem


GE

Textor, dono da SAF do Botafogo, reclama com a arbitragem — Foto: André Durão


O jornalista André Rizek afirmou no Seleção sportv desta terça-feira que John Textor vai à Justiça Comum para investigar a arbitragem no futebol brasileiro. Dono da SAF do Botafogo, o americano acredita em manipulação de resultados e, segundo Rizek, "não vai frear".


- Ele vai para o ataque. Ele está sendo processado pela CBF por dizer que há corrupção, mas ele vai dobrar a aposta. O relatório da Good Game! não fala só do Brasileirão deste ano, fala do ano passado também. Ele vai dobrar a aposta. Ele vai levar esse relatório, que ele, Textor, acha que é robusto, apontando muitos erros de arbitragem.


- Ele não vai frear. O Textor acredita que há manipulação de resultados no Brasil, que os resultados estão estranhos - disse André Rizek.


No programa, Rizek contou que leu o relatório da empresa Good Game!, contratada por John Textor para investigar a arbitragem em jogos do Brasileirão, e afirmou que alguns lances tratados como erros claros no documento foram avaliados como acertos pelos comentaristas da Globo. O estudo contratado diz que "resultados reais" dariam ao Botafogo 21 pontos a mais que o Palmeiras


- Eu li o relatório inteiro. Vários dos lances que apontam como "erro claro", foram tratados como acertos pelos comentaristas de arbitragem. Vários comportamentos que a empresa deu como "estranhos", não vimos nada demais. É um relatório de uma empresa contratada por ele, que já presta serviços no Lyon, e ele vai levar esse relatório para a Justiça Comum.


- Não é minha opinião, sou obrigado a dizer que olho os lances e discordo do relatório. Mas ele (o estudo) aponta que há muitos erros claros para o Palmeiras.

No dia 1º de novembro, John Textor falou em "corrupção e roubo" no Brasileirão depois da derrota do Botafogo para o Palmeiras por 4 a 3, no Nilton Santos. Ele foi suspenso preventivamente pelo STJD e processado pela CBF.


Na véspera do jogo entre Fortaleza e Botafogo, o dono da SAF alvinegra, John Textor, surpreendeu ao publicar nas redes sociais relatório sobre a arbitragem na derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, em 16 de setembro. Na análise do estudo contratado pelo empresário americano, o "resultado real" seria 1 a 1.


O relatório analisa diversas partidas de 2023, principalmente de Botafogo e Palmeiras, mas não só das duas equipes. No Brasileirão, o documento da empresa Good Game!, contratada por Textor, diz que o Alvinegro teria 21 pontos de vantagem sobre o Palmeiras.


O Botafogo chega à última rodada sem chances de título do Brasileirão de 2023. Após liderar mais da metade da competição, a equipe foi ultrapassada pelos rivais e está em quinto lugar na tabela, fora da zona de classificação direta para a fase de grupos da Libertadores, cinco pontos atrás do líder Palmeiras.

2 visualizações0 comentário
bottom of page