top of page

Djokovic fatura 10º Australian Open e volta a ser nº 1 do mundo

Sérvio bate grego Stefanos Tsitsipas por 3 sets a 0 na decisão em Melbourne e iguala Rafael Nadal em número de conquistas de Grand Slam, com 22 troféus


Globo Esporte

Novak Djokovic beija troféu do Australian Open — Foto: Getty Images



O sérvio Novak Djokovic derrotou neste domingo o grego Stefanos Tsitsipas por 3 sets a 0, parciais de 6/3, 7/6 (7/4) e 7/6 (7/5), em 2h56 de partida, e atingiu mais uma marca histórica na carreira ao conquistar o décimo título do Australian Open. De quebra, retomou o posto de número um do ranking da ATP e se igualou ao espanhol Rafael Nadal em títulos de Grand Slam: agora são 22 troféus para cada um.


O "novo" número um do mundo é recordista no posto: já passou ao todo 373 semanas no topo. Desta vez, ele substitui o espanhol Carlos Alcaraz, que ficou fora do Australian Open por causa de uma lesão na perna direita. Tsitsipas também poderia ter sido alçado ao posto com a vitória, mas ao sofrer a 11ª derrota para Djokovic, perdeu a chance de assumir o topo pela primeira vez na carreira.


- Foi um dos torneios mais difíceis que já joguei, diante das circunstâncias, depois de não estar aqui no ano passado. Queria agradecer as pessoas que me fazem sentir bem-vindo na Austrália, tem uma razão para eu sempre jogar tão bem aqui, diante da lenda Rod Laver. Obrigada por estar aqui hoje - disse Djokovic.


A decisão deste domingo marcou uma volta por cima de Djokovic, que já era o maior campeão do Australian Open e ampliou ainda mais seu domínio em Melbourne. Neste ano, o sérvio deixou a quadra ovacionado com o troféu debaixo do braço, cenário bem diferente de 2022, quando foi impedido de competir e deportado por não ter se vacinado contra a Covid-19. A atitude custou ao tenista sérvio o posto de número um do mundo, já que não pôde atuar em outros torneios.


2 visualizações0 comentário
bottom of page