top of page

Diarista é presa por extorquir cerca de R$ 90 mil de idoso sob ameaça de divulgar vídeos íntimos

Extorsões duraram 2 anos e mulher comprou carro, joias e viajou com o dinheiro, segundo a Polícia Militar. Vítima namorava o filho da vítima, que era patrão dela, conforme mostrou a investigação.


G1-Goiás

Diarista é presa suspeita de extorquir R$ 90 mil de idoso sob ameaça de divulgar vídeos íntimos dele, em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera



Uma mulher de 37 anos foi presa suspeita de extorsão e estelionato contra um idoso, de 89, em Goiânia. A Polícia Militar (PM) disse que o homem era patrão da mulher, que namorava o filho dele e trabalhava como diarista na casa da família. A mulher teria se aproveitado da proximidade com o idoso para fazer as chantagens por cerca de 2 anos.


“Ela entrou na casa do suspeito por causa do filho, era namorada dele. O filho a apresentou pro pai como diarista para fazer trabalhos”, disse o sargento Daniel Salvador.


“Ela passou a ter encontros íntimos com ele e, em um desses encontros, filmou. Através dessas imagens, começou a extorquir esse idoso. Com receio da família descobrir, ele começou a fazer diversas transferências e repasse de dinheiro em espécie, somando cerca de R$ 90 mil”, completou o tenente Jarbas Vilarindo.


O g1 questionou à Polícia Civil se o filho do idoso também será investigado, mas a corporação explicou que a ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes e ainda não foi encaminhada à Delegacia do Idoso, portanto esses detalhes não puderam ser acessados até a manhã desta terça-feira (25).


A prisão aconteceu na última segunda-feira (24), após a mulher exigir R$ 25 mil ao idoso, segundo a polícia. A PM disse que a vítima alegou não ter o valor total, deu R$ 2 mil à suspeita e registrou um boletim de ocorrência. Contudo, antes das extorsões, ela cometeu outro golpe contra o mesmo idoso, conforme a corporação.


“O primeiro golpe dela foi se passar por filha do idoso e pedir dinheiro. Nessa, ela levou R$ 25 mil, mas o idoso sacou que era golpe e registrou a ocorrência, sem saber que era ela”, disse o sargento Salvador.


Os golpes

Antes mesmo de conquistar a confiança da vítima, a mulher cometeu o estelionato contra ele, segundo a polícia. O depoimento do idoso indicou que ele se sensibilizou com as mensagens supondo que era uma filha dele pedindo dinheiro, mas na verdade eram enviadas pela suspeita. Quando familiares o alertaram que era golpe, ele denunciou à polícia, sem saber que era a investigada.


Revoltada que não estava mais recebendo dinheiro do idoso, a suspeita se aproximou ainda mais dele, ao ponto de ter momentos íntimos e fazer os registros sem que ele visse. Em seguida, ela teria o ameaçado por cerca de dois anos.


“Ela viu que era ali a fonte de dinheiro, ele é aposentado de um banco”, narrou o sargento.

De acordo com a polícia, a mulher não tinha passagens criminais e os R$ 2 mil foram devolvidos ao idoso. Contudo, os R$ 90 mil já haviam sido gastos, inclusive com o filho da vítima, que estava com o carro, segundo a PM.


“Ela disse que desses R$ 90 mil ela havia comprado carro, joias, viajado… A gente tentou saber se ainda tinha alguma quantia para tentar amenizar o prejuízo desse idoso”, pontuou o tenente.


A polícia declarou ainda que, ao ver que o idoso não daria mais dinheiro e não cederia às chantagens sobre os registros íntimos, a suspeita começou a mentir que estava sendo ameaçada e que as ameaças de morte se estendiam ao idoso. A mulher foi presa quando chegava em casa.


“Descobrimos o endereço dessa autora e ficamos na proximidade. Ficamos aguardando ela chegar, quando ela chegou na residência, foi feita a abordagem e na bolsa tinha a quantia que ela tinha acabado de pegar com a vítima”, disse o tenente.

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page