top of page

Cruzeiro conta com Governo para voltar ao Mineirão e busca acerto em nova rodada de conversas

Clube, poder público e Minas Arena se reuniram nessa terça e estarão novamente juntos nessa quinta para a primeira reunião de Comitê criado com intuito de resolver atrito


Globo Esporte

Torcida do Cruzeiro lotou o Mineirão para jogo contra o CSA — Foto: Staff Imagens / Cruzeiro


A volta do Cruzeiro ao Mineirão diante do Náutico foi adiada em função da qualidade do gramado. Mas, ainda nesta semana, o clube planeja encaminhar uma solução sobre o tema. Nesta quinta-feira, haverá a primeira reunião do Comitê ativado em janeiro, pelo Governo de Minas Gerais, com o intuito de solucionar o atrito entre Cruzeiro e Minas Arena.


Depois de não ter sucesso nas negociações com a concessionária, o Cruzeiro buscou auxílio do Governo do Estado para conseguir a retomada dos jogos no Mineirão. E foi justamente neste sentido que houve a reunião entre as três partes, nessa terça, para tratar do duelo com o Náutico. O encontro foi de forma virtual, mas nesta quinta ocorrerá presencialmente, na sede do Governo de Minas.


Por parte da Minas Arena, o encontro dessa terça foi tratado com otimismo, pensando inclusive em um retorno definitivo do Cruzeiro para o estádio. Nessa quinta-feira, como prevê o contrato assinado entre o Governo e a concessionária, representantes do Atlético-MG e do América-MG também foram convidados para a reunião.


A expectativa é de que, após o encontro, as partes apresentem uma solução para a volta do Cruzeiro. Após o rompimento com o Mineirão, que aconteceu de forma definitiva no início deste ano, o Cruzeiro chegou a um acordo com o América-MG para mandar seus jogos de 2023 no Independência, desde que, por exemplo, o compromisso não coincida com alguma partida do rival. Até por isso, levou jogos para Cariacica e Sete Lagoas.


No Brasileiro, o planejamento inicial é realizar os jogos no Independência, como irá acontecer contra o Grêmio, no próximo sábado, às 21h (de Brasília), pela segunda rodada. O Cruzeiro quer ter maior participação nos ganhos dos jogos do Mineirão. A Minas Arena, por sua vez, sinalizou que não abre mão do que está previsto no contrato de concessão.

2 visualizações0 comentário

تعليقات


bottom of page