top of page

Criança relata à polícia que foi espancada pelo pai e presa em guarda-roupas por se machucar

Segundo os relatos da PC, escola da criança acionou o Conselho Tutelar sobre o caso. O conselho tentou por diversas vezes entrar em contato com mãe da criança, mas sem sucesso.


G1-Goiás

Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Iporá — Foto: Divulgação/Polícia Civil




Uma menina relatou à Polícia Civil (PC) que foi espancada pelo pai e presa em um guarda-roupas após se machucar na escola, em Iporá, no sudoeste do estado.


Segundo a PC, a criança chegou chorando, apavorada e ansiosa, acompanhada de uma mulher, dizendo que a mãe se mudou para o município de Caiapônia com o irmão e que ela estava sendo cuidada pelo pai.


Segundo a polícia, a menina sente medo do pai, que a coloca de castigo por diversas vezes. Em escuta especializada, a criança que não gosta de morar com ele e que apanha de cinto.


A criança contou ainda que apanha caso se machuque na escola, e que o pai a ameaçava de morte caso não o obedecesse.


A polícia registrou que a criança apanhava de cinto e chinelos. Ainda segundo os relatos, o pai da criança a coloca de castigo dentro de um guarda-roupas quando ela suja o uniforme escolar.


Ainda segundo a Polícia Civil, a coordenação da escola onde a criança estuda já denunciou o pai para o Conselho Tutelar, após encontrarem vermelhidões na pele da criança, e que o mesmo foi à escola e ameaçou os profissionais da unidade.


O Conselho Tutelar tentou por diversas vezes entrar em contato com mãe da criança, mas sem sucesso.


A polícia informou que diante das agressões, a criança ficará aos cuidados de uma tia.

67 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page