top of page

Corretor de imóveis morre após tomar ‘loló’ por engano, diz polícia

Arivane Almeida, de 49 anos, morreu em um hospital de Goiânia. Amigos e parentes lamentaram a perda nas redes sociais.


G1-Goiás

Corretor de imóveis Arivane Almeida, de 49 anos, morreu em um hospital de Goiânia — Foto: Reprodução/Redes Sociais



O corretor de imóveis Arivane Almeida, de 49 anos, morreu em um hospital de Goiânia. O boletim de ocorrência da Polícia Civil descreveu que Arivane passou mal após tomar acidentalmente a droga “loló”, um solvente líquido inalável.


O g1 entrou em contato com o hospital às 7h29 desta quarta-feira (22), por e-mail e telefone, para saber detalhes da causa da morte, mas não teve retorno até a última atualização desta reportagem.


Arivane morreu na última terça-feira (21) e o caso foi registrado como morte acidental na polícia. Nas redes sociais, um irmão de Arivane publicou que o corretor foi velado em Caldas Novas e enterrado em Palmelo, cidade natal dele.


Luto

O ex-prefeito de Caldas Novas Evandro Magal lamentou a morte de Arivane. Na publicação, o político disse que o corretor foi vítima de uma parada cardíaca.


“Com pesar recebi a notícia do falecimento do corretor de imóveis, meu grande amigo, de uma família que tenho grande estima e que considero como minha família, Arivane Almeida, irmão do Ari”, lamentou.


Em nota também publicada nas redes sociais, a Prefeitura de Palmelo também lamentou a morte de Arivane.

“Nossos mais sinceros sentimentos a todos os familiares e amigos do Arivane Almeida de Morais. Que Jesus possa confortar todos os familiares e amigos”, escreveu.


113 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page