top of page

Corpos encontrados dentro de carro são de dois homens que viviam em situação de rua

Corpos foram encontrados em carro apreendido pela 6ª Delegacia de Polícia, no Jardim Tiradentes. Instituto Médico Legal (IML) afirma que eles não tinham sinais de violência.


G1-Goiás

Corpos encontrados dentro de carro são de dois homens que viviam em situação de rua — Foto: Rodrigo Melo/O Popular


Os corpos encontrados dentro de um carro na porta da delegacia do Jardim Tiradentes, em Aparecida de Goiânia, eram de dois homens que viviam em situação de rua, afirma a Polícia Militar (PM).


As vítimas foram encontradas sem sinais de violência e passaram por necropsia, informa o Instituto Médico Legal (IML). Eles foram encontrados nesta quarta-feira (25) em um carro apreendido.


Segundo a Polícia Militar (PM), as vítimas eram dois moradores em situação de rua que estariam bêbados e teriam entrado em um carro apreendido pela PC para dormir.


Conforme relato da PC, moradores da região perceberam que havia duas pessoas dentro do carro e chamaram a polícia. No local, os policiais sentiram um forte odor e muitos mosquitos.


Os agentes ainda teriam tentado acordar as vítimas antes de chamar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que, ao chegar no local, confirmou que eles estavam mortos.


Em nota, a Polícia Civil disse que os indivíduos entraram clandestinamente em um dos veículos apreendidos na área policial e que as apreensões de veículos são informadas ao Poder Judiciário, a quem cabe definir a destinação dos mesmos.


Já a Comissão de Alienação de Veículos do Tribula de Justiça informou que vem seguindo os ritos e prazos administrativos e legais para o leilão dos veículos apreendidos. O trabalho é feito em cooperação com as delegacias, que informam das apreensões para a análise da Comissão e agendamento dos pregões.


"Sobre a carcaça de veículo em que teria ocorrido esse lamentável fato noticiado não temos elementos para informar, nesse momento, sobre o procedimento em que ele está vinculado e se está ou não liberado para inclusão em pregão", diz o comunicado.

168 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page