top of page

Corpo de mestre de obras que estava desaparecido é encontrado dentro dentro de cisterna, em Luziânia

Polícia Civil prendeu três pessoas suspeitas de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menores. A vitima ficou cerca de 15 dias dentro da cisterna antes de morrer de desnutrição.


G1-Goiás

Bombeiro militar realizando retirada de corpo de dentro de cisterna em Luziânia — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros


O corpo do mestre de obras que desapareceu após sair para trabalhar foi encontrado dentro de cisterna no Bairro Parque Estrela Dalva X, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal.


A vítima de 53 anos saiu de casa no dia 11 de julho para trabalhar e não voltou mais. O homem ficou cerca de 15 dias preso dentro da cisterna e morreu por desnutrição horas antes do corpo ser encontrado.


A vítima identificada como Roberto Caetano era mestre de obras e trabalhava em Brasília. Os familiares haviam registrado um boletim de ocorrência de desaparecimento. Depois de alguns dias de buscas, o corpo foi localizado.


O Corpo de Bombeiros foi acionado para realizar a remoção do cadáver do local. Com o uso de técnicas de salvamento terrestre e de multiplicação de força, o corpo foi resgatado e entregue ao Instituto Médico Legal de Luziânia.


Segundo a Polícia Civil, cinco suspeitos de participarem do crime foram presos. A vítima foi asfixiada e em seguida foi jogada dentro da cisterna no dia do desaparecimento. À polícia, os suspeitos disseram que o crime foi motivado por uma dívida por drogas. Porém, a família de Roberto afirmou que ele não tinha envolvimento com drogas.


A Polícia Técnico-Cientfífica de Goiás indicou que a vítima morreu somente entre 12 a 24 horas do dia em que o corpo foi encontrado. O mestre de obras ficou dentro da cisterna cerca de 15 dias e não resistiu. A causa da morte foi desnutrição.

65 visualizações0 comentário
bottom of page