top of page

Corpo de Dona Iris é velado no Paço Municipal de Goiânia

Ex-deputada federal e ex-primeira-dama morreu devido ao agravamento de doenças pulmonares.


G1-Goiás

Filhas se emocionam ao lado de caixão da Dona Iris — Foto: Thauany Melo/g1


O corpo de Dona Iris, que morreu após complicações pulmonares, é velado nesta quarta-feira (22) no Paço Municipal de Goiânia. A despedida é aberta ao público. A ex-deputada federal e ex-primeira-dama deve ser enterrada no Cemitério Santana no fim da tarde.


Dona Iris morreu aos 79 anos após ter complicações no pulmão após uma cirurgia, segundo informou uma das filhas dela, Ana Paula Machado. O boletim divulgado pelo Hospital Albert Einstein, onde ela estava internada, informou que ela morreu em decorrência do “agravamento de doenças pulmonares prévias”.


Emocionadas, as filhas Ana Paula e Adriana, chegaram ao local e, após cumprimentarem os presentes, se posicionaram ao lado do caixão, que foi aberto para que elas pudessem se despedir. Autoridades e amigos também acompanham o velório. Diversas coroas de flores foram enviadas em homenagem a Dona Iris.


Após a divulgação da morte da ex-primeira-dama, a filha fez uma postagem em rede social contando que Dona Iris disse que sentia o marido, o ex-prefeito Iris Rezende, a “chamando para ficar com ele”.


"Como a senhora nos falou antes da cirurgia: 'seu pai está piscando para mim, está me chamando para ficar com ele'. Obrigada por tudo que a senhora foi e sempre será para todos nós. Te amamos muito", escreveu.


Além de Ana Paula, que é a filha do meio, Dona Iris deixa outros dois filhos, Cristiano e Adriana. Ela também tinha dois netos.


Na publicação na internet, Ana falou sobre a "imensa" tristeza de perder a mãe e disse que se despede com muita dor.


"É com imensa tristeza e profunda dor que venho comunicar o falecimento da minha mãe. Ela fez uma cirurgia no domingo e seu pulmão não resistiu. Mãe, hoje me despeço da senhora com muita dor, mas com a certeza de que Deus a recebeu com braços abertos", disse a filha.


Trajetória de Dona Iris


Dona Iris começou a vida pública ao ser designada como suplente do senador Maguito Vilela em 1999 e assumir temporariamente o cargo em 2003. Ela já foi candidata à vice-presidente da República, presidente do PMDB e primeira-dama de Goiânia e de Goiás dos cargos eletivos do marido, Iris Rezende, que morreu em 2021 e foi prefeito da capital goiana e governador do estado.


Iris de Araújo nasceu em maio de 1943, em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, e se formou em artes plásticas pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Em julho de 1989, ela recebeu o título honorífico de cidadã goiana em 14 de julho de 1989.

  • 1994: concorreu ao cargo de vice-presidente da República na chapa do PMDB, partido, sigla a qual ainda era filiada.

  • 1995 até 1998: Iris de Araújo chegou a presidir o diretório nacional do PMDB

  • 1999: designada suplente de Maguito Vilela

  • 2003: Iris de Araújo iniciou sua vida pública ao assumir temporariamente o cargo de senadora em 2003, sendo suplente do Maguito Vilela.

  • 2005: assumiu o mandato de senadora temporariamente até 2006.

  • 2006: ela foi eleita para seu primeiro mandato como deputada federal, cargo que exerceu de 2007 a 2011.

  • 2009: voltou a ocupar o cargo de presidente do diretório nacional do PMDB, de forma interina, até janeiro de 2010.


Segundo a Secretaria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás, Dona Iris foi a fundadora do então reconstruído Hospital e Maternidade Dona Iris. Por ter liderado manifestações para que a instituição, que passou por dificuldades, fosse municipalizada, ela foi homenageada em 2012, a partir da reconstrução do hospital que passou a contar com o nome dela.


Primeira dama

Dona Iris ainda foi primeira-dama de Goiânia e de Goiás dos cargos eletivos do marido, que foi prefeito da capital goiana e governador do estado - veja abaixo os mandatos de Iris Rezende, em que Dona Iris foi primeira-dama:

  • Prefeito de Goiânia: de 31 de janeiro de 1966 até 20 de outubro de 1969;

  • Governador de Goiás: de 15 de março de 1983 até 13 de fevereiro de 1986;

  • Governador de Goiás: de 15 de março de 1991 até 2 de abril de 1994;

  • Prefeito de Goiânia: de 1 de janeiro de 2005 até 1 de abril de 2010.

  • Prefeito de Goiânia: de 1 de janeiro de 2017 até 31 de dezembro de 2020





34 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page