top of page

Corinthians traça perfil para executivo e busca nome que está empregado

Globo Esporte


Embora esteja bastante ativo no mercado de transferências, tendo o diretor Rubens Gomes, o Rubão, como principal articulador nas negociações até o momento, o Corinthians segue a saga para conseguir a contratação de um executivo de futebol que ocupe a função de Alessandro Nunes.

Sem Rodrigo Caetano, que recebeu um convite do clube, mas que optou por seguir o seu trabalho no Atlético-MG, a diretoria avançará nos próximos dias para conseguir contratar um outro profissional que ocupe essa função. O clube diz ter em sua lista cinco ou seis nomes ainda a serem considerados.

Segundo o ge apurou, as opções trabalhadas estão empregadas neste momento. O que significa que, assim como foi com Rodrigo Caetano, o Corinthians tentará desfalcar um rival nos próximos dias.

Ativo nesta garimpagem por um profissional para a função, o Corinthians tem algumas preferências no perfil e busca alguém que se encaixe no que pensa a nova diretoria de futebol para 2024:


o Timão quer um profissional jovem, com fôlego e disposição;

apesar da juventude, é preciso experiência: não haverá uma aposta;

o profissional precisa ser aberto a dialogar com vários agentes do mercado;

o executivo só fará contratações aprovadas pelo Cifut.


O último ponto, na visão do Corinthians, é o que tem sido mais difícil de ser aceito pelos profissionais que foram contatados até aqui. É da cultura do futebol brasileiro que as contratações passem pela comissão técnica e pelos executivos de futebol. Para 2024, a nova diretoria garante que só irá avançar na busca por contratações caso o departamento de scouting aprove os números do possível reforço.

Diante disso, o papel de Thiago Gasparino, profissional contratado para chefiar o departamento de análise de mercado, ganha mais importância para a diretoria. Em suas redes sociais, Augusto Melo afirmou na quinta-feira que o novo executivo terá "características inovadoras":

–(...) Neste momento, buscamos um perfil de executivo profissional inovador, que seja entusiasta do trabalho de monitoramento de atletas. Ou seja, nosso Cifut. Isso porque nosso modelo de contratação de jogadores mudou. Qualquer nome indicado terá de passar pela aprovação do Cifut do Corinthians. Não teremos mais o atleta contratado apenas por indicação do técnico A, do diretor B ou do executivo C. Todas as contratações, a partir de agora, terão o selo de aprovação do Corinthians – concluiu.

Em viagem pela América do Sul, Augusto Melo segue participando das discussões com Rubão e com seus membros de diretoria para definir quem será o nome escolhido para o cargo remunerado.

3 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page